Zona Norte

12 leitos são entregues para o Hospital São Luiz Gonzaga

Hoje (10/07) o Hospital São Luiz Gonzaga recebeu 12 leitos pediátricos de cuidados continuados, que funcionarão 24 horas por dia. Com a ampliação, o hospital passa a contar com 46 leitos pediátricos, sendo 20 leitos de internação, 14 de observação no pronto-socorro infantil e 12 de cuidados continuados.

Desde março deste ano, a Prefeitura de São Paulo vem entregando as obras de ampliação do hospital, a última foi no dia 17 de maio, quando foi feito a reforma nas unidades de hemoterapia (posto de coleta de doação de sangue e agência transfusional) e na enfermaria, que irá abrigar a Unidade de Cuidados Paliativos de Adultos.

A nova ala inicia as atividades na próxima segunda-feira (15/07), e contará com uma equipe multidisciplinar composta por médico, enfermeiro, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo, assistente social, nutricionista e terapeuta ocupacional. A capacidade de atendimento irá aumentar gradualmente, no dia 20/07, estará com 60% e no dia 25/07, chegará a sua capacidade total.

Nada de UPA

Localizada dentro do hospital, a construção da UPA São Luiz Gonzaga ficou parada durante anos, mas foi retomada em 2019. A previsão para a entrega era no segundo semestre de 2018.

Quando foi visitado pelo Jornal SP Norte, os funcionários que estavam na obra disseram que estavam adiantando o trabalho “por conta da visita”. A placa de identificação antiga estava jogada no canto da obra. Segundo eles, a placa foi derrubada há anos por conta do vento e até agora não foi recolocada.

Questionada pelo Jornal, a Secretária Municipal de Saúde (SMS) informa que  “Retomou a construção, parada na gestão anterior, e deve ser concluída este ano. O valor da obra é estimado em R$ 7.201.156,97”. Perguntada sobre a placa de obra, arrancada por conta do vento, a SMS não respondeu.

Sobre o Hospital

O Hospital São Luiz Gonzaga, é uma unidade de atendimento da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, entidade privada, filantrópica. O hospital foi fundado em 1904 inicialmente como leprosário. Em 1932, transformou-se em hospital especializado em tisiologia com assistência focada ao tratamento da Tuberculose. A partir de 1988, passou a operar como Hospital Geral prestando assistência aos munícipes da Zona Norte da capital.

Foto: Gilson Di Souza/SECOM



Topo