São Paulo

86 anos da Revolução Constitucionalista de 1932

Ocorrido entre julho e outubro de 1932, a Revolução Constitucionalista foi um movimento armado que tinha por objetivo a derrubada do governo do Presidente Getúlio Vargas. Ele havia assumido o poder em 1930.

Com um governo provisório, mas de amplos poderes, Vargas fechou o Congresso Nacional, aboliu a Constituição e depôs todos os governadores. Insatisfeita, a população iniciou protestos que terminaram num conflito armado. A Revolução então acabou eclodindo no dia 9 de julho, sob o comando dos generais Bertolo Klinger e Isidoro Dias.

No total, foram 87 dias de combates, 934 mortos. Neles, morreram os estudantes Martins, Miragaia, Dráuzio e Camargo, os quais ficaram conhecidos pela sigla MMDC e tornaram-se grande símbolo da Revolução de 1932.

Nos poucos meses de conflito, São Paulo viveu um verdadeiro esforço de guerra. Não apenas as indústrias se mobilizaram para atender às necessidades de armamentos, mas também a população se uniu na chamada Campanha do Ouro para o Bem de São Paulo.

Não é à toa que o dia 9 de Julho representa uma importante data da cidade e feriado estadual. Os paulistas a consideram como sendo o maior movimento cívico de sua história.

A Revolução Constitucionalista de 1932 é o único movimento revolucionário cuja memória e culto a seus heróis são comemorados pelos vencidos e não pelos vencedores dessa guerra. Para isso foi construído o monumento “Mausoléu do Soldado de 32”, conhecido popularmente por “Obelisco”, que significa monumento quadrangular em forma de agulha piramidal feito de uma só pedra.

A escolha dessa construção foi por concurso aberto, sendo que o primeiro lugar coube ao escultor italiano – Galileu Emendabile –, ficando a cargo do engenheiro Mário Pucci a parte técnica das obras do Obelisco.

O Mausoléu do Soldado de 32 foi erguido próximo ao Parque do Ibirapuera, é composto por um obelisco de mármore travertino romano e por uma cripta em forma de cruz grega. Possui 72 metros de altura, esculturas em alto-relevo aplicadas nas faces, foi inaugurado em 9 de julho de 1955, mas sua construção foi concluída apenas em 1970.



Topo