Caminhando com Versos

A amor não tem cor

Confira a homenagem do narrador e poeta Kleuber Ricardo no Dia da Consciência Negra, lembrado neste (e em todos) 20 de novembro.

O Amor Não Tem Cor

Nem mesmo o feriado tira da consciência

O motivo serio do poder na resistência da palavra

Contida no mundo de tantas desigualdades

Se tratando de um pingo preto no mundo branco

O negro aparece tanto que não há quem não o veja

É o DNA da alma estremecida na turbulência

No alto da rejeição de parada onde Deus foi deposto, entra

O lado oposto, repele, indo, alem da honradez

Do caráter desajustado na claridade do quanto dói

A indiferença dos olhares que o ódio despeja.

 

Ai, que vontade de mijar em que cada prego

Só para enferrujar as paredes da ignorância

Impotência amarrada pelas correntes do preconceito algoz

Doença maligna que destrói o núcleo da sensibilidade

Será que a diferença está ser diferente da cor?

É motivo de não aceitar o outro do jeito que eu quero?

Se em todas as raças os sangue que verte a insolência

Tem a mesma cor do que fecunda o coração na travessia que nós

Enxergamos a trilha que leva ao profundo sentido da realidade

É Maria, a escolhida nos deu a maior prova, que o amor não tem cor.



Topo