A impressionante (e pouco conhecida) Polignano a Mare, no sul da Itália

0
1815

::: Bruno Viterbo

“Volare… Ô ô! Cantare… Ô, ô, ô, ô! Nel blu dipinto di blu… Felice di stare Lassú!”

Você já deve ter ouvido ou até mesmo cantarolado esses versos por aí. Saiba que essa canção é de Domenico Modugno. Os versos remetem a uma feliz viagem ao azul. E azul é o que não falta em Polignano a Mare, tema da coluna de turismo desta semana.

Falar da Itália nos faz cair no lugar comum: as clássicas paisagens, a Torre di Piza, o Coliseu, Roma, pizza, e um monte de coisas que marcam as características do País. No entanto – como em qualquer outra nação –, a Itália tem segredos muito bem guardados. Um destes é Polignano a Mare.

A cidade de pouco mais de 17 mil habitantes é banhada pelo Mar Adriático e não é um destino muito conhecido, apesar de suas belezas impressionantes. Melhor para quem busca tranquilidade em meio a cenários inspiradores.

1112_turismo polignano a mare 3

Localizada no sul da Itália, Polignano a Mare é marcada por paisagens rochosas em declive, com pequenas habitações construídas sobre as falésias. A beleza fica por conta do desgaste natural das rochas e do visual que remete aos tempos medievais. O azul do Mar Adriático completa o cenário deslumbrante.

O turismo da Cidade, uma das principais fontes de economia de Polignano a Mare conta com a “Bandeira Azul”, título dado às cidades costeiras europeias que preservam a qualidade das águas e prestam serviços de limpeza e infraestrutura adequada. Uma das praias que conta com o título é Cala Paura – nesta, o cenário paradisíaco materializa-se: as águas cristalinas encontram-se com as falésias e as pequenas casas e habitações.

1112_turismo polignano a mare 2

O centro histórico é recheado de ruazinhas, com o visual característico dos ladrilhos de pedra branca. O acesso é feito pela Porta Vecchia, e lá está localizada a Catedral da Cidade. Três terraços panorâmicos proporcionam uma bela vista do Mar Adriático.

Entre tantas belezas, Polignano a Mare também tem relações com o Brasil. A Festa de São Vito Mártir homenageia a Cidade nos meses de maio a julho, no bairro do Brás. Já Tomaso Mazzoni, jornalista e comentarista esportivo e um dos nomes mais importantes da nossa imprensa, nasceu em Polignano. Hoje, o jornalista dá seu nome ao Centro Esportivo “Thomaz” Mazzoni, na Vila Maria.