Acontece

A Madrinha do Samba

Beth Carvalho faleceu na última terça-feira com 72 anos, sendo deles, 50 destinado à música. Sua despedida não poderia ter sido diferente, o samba foi da Zona Sul até a Zona Portuária do Rio de janeiro, acompanhando a Madrinha. Músicos de sua geração e diversos afilhados acompanharam a cerimônia, entre eles Zeca Pagodinho, Diogo Nogueira, Dudu Nobre, Carlinhos de Jesus e entre outros.

Apaixonada Mangueira e Botafoguense de coração, Beth Carvalho estava sofrendo de dores na coluna, mas mesmo assim não deixou o samba. Em 2018 ela fez um show histórico no Rio de Janeiro. A cantora apresentou seus sucessos deitada na cama ao lado do grupo Fundo de Quintal.

Quando seu pai foi preso em 1964 pela Ditadura Militar, a madrinha do samba passou a dar aula de música. Participou de quase todos os festivais musicais da época, conquistando o terceiro lugar Festival Internacional da Canção (FIC), com a canção “Andança”.

Cantou com diversos ícones da música brasileira, gravou com Cartola as músicas “As rosas não falam” e “Folhas Secas”. Além de Gilberto Gil, que levou também para desfilar na Mangueira, Caetano Veloso, Chico Buarque, Neném da Cuíca, Alcione, Elizeth Cardoso, Nelson do Cavaquinho, Jorge Aragão e até mesmo com a Clara Nunes, sua “rival” no samba.



Topo