Turismo

A mais brasileira das cidades paulistas

Incrustada em um “mar” de montanhas, nos contrafortes da Serra do Mar, encontra-se a Estância Turística de São Luiz do Paraitinga é “a mais brasileiras das cidades paulistas”, que preserva com carinho seu rico passado de tradição, religiosidade e encanto. Sua arquitetura colonial, típica do século XIX, retrata o legado dos ciclos econômicos do ouro e do café, gravados no contorno de seus casarões, resultando no maior acervo arquitetônico colonial de São Paulo.

Este patrimônio constituído por 437 edificações preservadas na área urbana, todas tombadas pelo Condephaat, não é uma mera coleção de fachadas, pois abrigam muitas das famílias de seus descendentes. Na zona rural, ainda é possível se encontrar uma ou outra fazenda centenária, com suas sedes de taipa e pedra, caiadas de azul e branco.

A Cidade também é muito conhecida pelas manifestações religiosas populares, como a tradicional Festa do Divino Espírito Santo e sua peculiar gastronomia, no típico afogado, um prato à base de carne, preparado com misticismo e fartura. Entre as festas profanas, nenhuma se compara ao Carnaval de Marchinhas, a mais original e espontânea folia de rua da Região, embalada ao som deste tipo de música carnavalesca, composta por artistas locais.

Dos atrativos naturais, abriga-se no Parque Estadual da Serra do Mar o Núcleo Santa Virgínia, que se estende ao leste das terras do Município, a pouca distância do Litoral. Ali os aficcionados do turismo naturalista podem desfrutar de cinco trilhas ecológicas, com variados graus de dificuldades, além do rafting, o único esporte radical do Estado praticado no âmbito de uma Unidade de Conservação Ambiental.

Há também em outros pontos da Região, cachoeiras em estado nativo e inúmeras quedas d’água, apropriadas ao passeio. A Estância Turística foi reconhecida como Patrimônio Histórico Nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), reforçando um novo ciclo econômico.

O city tour pelo centro histórico leva o turista a percorrer os principais pontos de atração, que são a Casa e Museu Dr. Oswaldo Cruz, a Capela das Mercês, o Mercado Municipal e as igrejas de Nossa Senhora do Rosário, todos rodeados pelo colorido casario. Nas atividades de ecoturismo, além do rafting e das inumeráveis trilhas, são oferecidos também cavalgadas, passeios de bicicletas, arborismo, passeios de duck (espécie de caiaque inflável), assim como entretenimento para crianças.



Topo