Gente que Faz

Ah, aqueles velhos tempos! Conheça o trabalho da Máfia do Bem

Quando a Máfia do Bem chega, o ambiente sério e sisudo se transforma. A solidão e até algumas doenças são temporariamente esquecidas. O remédio, neste momento, é alegria pura. E sem contraindicações!

Elas chegam vestidas com roupas de época, cantarolando e dançando canções inesquecíveis. Entre os espectadores, sorrisos espontâneos. Estampada no rosto de cada um, a alegria logo se espalha como se fosse uma epidemia de alto astral.

Assim é a Máfia do Bem, um grupo de mulheres e crianças que há três anos leva humor, música e muita alegria para idosos internados em casas de repouso, clínicas e hospitais, alguns, infelizmente, esquecidos por seus familiares.

Renata Maria Veiga, uma das precursoras do grupo, explica que a Máfia do Bem foi criada em 2015 pela união de pessoas de uma mesma família com um único propósito: levar sorriso, alegria, carinho e diversão a quem tem muito a nos ensinar, os idosos.

Segundo Renata, o grupo realiza shows com uma programação musical de cantores de época, associada aos figurinos, decoração, adereços adequados, fazendo com que os idosos relembrem do passado.

O repertório é escolhido com carinho e todo o cuidado, já que o projeto tem como propósito preservar as memórias e levar alegria aos idosos. “É lindo ver como eles vivem e revivem suas histórias durante os shows, sendo a música o fio condutor destas memórias”, explica Renata.

Atualmente o grupo conta com 21 pessoas entre adultos e crianças, e fazem duas apresentações por mês. Em três anos de atividade, mais de 500 idosos receberam a alegria e entusiasmo do grupo.

Mas não é só nisso que consiste o trabalho da Máfia do Bem. Além dos shows, arrecadam alimentos, produtos de higiene pessoal, cobertores, entre outras coisas, que são distribuídas nas instituições. E como todo projeto social, sobrevive de doações e de voluntariado.

Portanto, se você deseja fazer parte desta causa, junte-se à Máfia do Bem, seja participando das campanhas de doações, seja doando seu tempo, amor e carinho, para estes que já fizeram tanto por nós.

“O amor, a alegria e a música preenchem o vazio que a gente tem – tanto para quem dá quanto para quem recebe, e nos mostra que podemos fazer a diferença no mundo, tornando tudo melhor”, finaliza Renata.

Para conhecer mais sobre o trabalho da Máfia do Bem, visite o Facebook.



Topo