Ancestrais na tela

0
734

Agora para console, Ancestors: The Humankind Odyssey é um jogo diferente, surpreendente e… enjoativo.

Sabe aquele jogo que botamos a mão pela primeira vez sedento pela novidade apreciada em seu título e primeiras impressões? Mas quando, enfim, ligamos o console e, após horas, entendemos que o game cansa demais? Infelizmente isso é Ancestors: The Humankind Odyssey, um jogo muito diferente e interessante, porém sem o equilíbrio no exagerado mundo aberto sem saber para onde ir.

E olha que o jogo tem a participação de Patrice Désilets, antigo diretor criativo da série Assassin’s Creed, e seu novo estúdio Panache Digital Games, parece ter procurado trazer uma visão de como a humanidade chegou aonde está, começando pelos hominídeos que viviam na África há 10 milhões de anos.

Aqui você controla primatas que devem aprender sozinhos (ou quase isso) a se adaptarem no local onde vivem, fugindo das caças, descobrindo alimentos e, aos poucos, adquirindo habilidades.

Não dá pra dizer que o jogo não é bom. Pois, como disse no início, é inovador e surpreendente. Afinal, até mesmo os desenvolvedores avisam na introdução que o material não conta com ajudas encontradas na maioria de outros jogos. Ou seja, temos de aprender a viver e a sobreviver sozinhos, inclinando em uma imersão daquilo que realmente foi necessário para chegarmos até aqui , tal como àqueles que acreditam na teoria da evolução.

Sim, cansa. Muito! Mas há algo de extremamente satisfatório quando a história avança.

Uma experiência curiosa!


Rafael Poliszuk é jornalista e trabalhou por mais de uma década com automobilismo real. Ou seja, nas pistas!

Tudo porque quando criança era fascinado por jogos do gênero. Com o reencontro da paixão digital, começou o projeto do qual surgiu a Poliszuk Relações Públicas, com experiência no site EuroGamer Brasil, Jornal SP Norte e outras mídias, onde desenvolve promoções e eventos. Agora, com a Zuk Experience, o jornalista prepara uma nova experiência. Aperte o play!  E-mail: rafael@poliszuk.com.br – Site: poliszuk.com.br