Após furtar escola na Zona Norte, ladrão deixa bilhete pedindo “perdão”

0
79

Um ladrão deixou um bilhete de desculpas escrito em uma folha de caderno após invadir e furtar a Escola Estadual José Barbosa de Almeida, no Morro Grande, Zona Norte de São Paulo.

Na mensagem, o suspeito tentou justificar seu ato dizendo que foi um caso de necessidade.

“Me desculpem mesmo, de coração, por fazer isso, não tive escolha, [foi] precisão [necessidade]”, diz trecho do recado. Ele assina como “desesperado”.

No bilhete, o ladrão também o pede “misericórdia” e “perdão” ao “senhor Jesus” pelo crime.

Foram furtados três televisores, um computador e utensílios de cozinha como panelas após uma porta ser arrombada pelo criminoso.  As câmeras do sistema de monitoramento da unidade também foram quebradas.

A escola atende alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

O crime foi percebido na manhã da segunda-feira (04), quando funcionários chegaram ao local e ainda encontraram um bilhete com pedido desculpas ao lado de uma Bíblia.

Um boletim de ocorrência de furto e vandalismo foi registrado no 45º DP (Brasilândia).

Em nota, a Secretaria da Educação diz que “além da escola possuir parceria com a Ronda Escolar, o Gabinete Integrado de Segurança e Proteção Escolar (Gispec), que conta com servidores da Educação e da Polícia Militar, contribui para o planejamento das estratégias de segurança em toda a rede”.

O governo de São Paulo também disse que todas as medidas para reparo e reposição dos materiais furtados estão sendo tomadas. O valor do prejuízo não foi revelado.

Veja o bilhete deixado pelo ladrão: