Zona Norte

Audiência Pública para retomada de obras do Rodoanel Norte acontece em março (9)

No dia 9 de março, segunda-feira, acontece a Audiência Pública de apresentação do Projeto para a retomada das obras do Rodoanel Norte. O evento começa às 15h e será no auditório do Instituto de Engenharia (Av. Dr.Dante Pazzanese, 120 – Vila Mariana).

A audiência é realizada pela Secretaria de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo (DER/SP).

Nesta mesma semana (17/02), a imprensa teve acesso à auditoria realizada pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) no qual identificou que o trecho norte do Rodoanel possui 1.291 problemas estruturais, sendo que deste número, 59 são graves.

Entre as “grandes anomalias” descritas no estudo estão: pilares de apoio de viadutos tortos, túneis com infiltração, fissuras e revestimentos trincados, além de taludes e aterros com rupturas e erosões em estado avançado.

Segundo o órgão de pesquisa, esses danos foram causados devido a obra estar parada sem os serviços necessários de zeladoria e manutenção contínuos.

As obras no trecho norte foram iniciadas em 2013, mas que até o momento seguem paralisadas. Ela é suspeita de superfaturamento e já foram gastos R$ 7,3 bilhões, a gestão estima que serão necessários mais R$ 2 bilhões para finalizá-lo. A previsão de conclusão era até 2016, até o momento foram construídos 87,5% do projeto.

Rodoanel Norte

Ele contará com 44 quilômetros de extensão, mais 3,5 quilometros de uma alça que irá conectar ao aeroporto de Guarulhos. O governo estima que 40% dos caminhões que ingressam em São Paulo pela rodovia Dutra deverão ser usar o Rodoanel Norte. Sua estrutura contará com sete pares de túneis, 44 pontes e 63 viadutos.

Descontrole de pagamento

Um pente fino foi realizado por técnicos e políticos nos contratos das empresas responsáveis pela obra do Rodoanel Norte, na ocasião, foi encontrado descontrole e fraude de pagamentos. A apuração não achou dois documentos que eram exigidos nos contratos com as empreiteiras.

Falta de vistoria

A DERSA, órgão responsável pelas obras do Rodoanel, é acusada de “orientar” o consórcio responsável por fiscalizar o trecho Norte do Rodoanel a não participar das medições dos serviços feitos pela empreiteira na construção.

Na ocasião, o Jornal Estado de São Paulo teve acesso ao texto que orientava o consórcio a apresentar mensalmente somente os quantitativos dos serviços realizados pela construtora, mas não informa de quem partiu a “orientação”.

Problemas ambientais

O traçado escolhido pelo Rodoanel Norte é a principal crítica dos ambientalistas. Segundo Carlos Bocuhy, presidente do PROAM (Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental), “Nos países onde há reservas da biosfera reconhecidas pela UNESCO não são admitidas tais intervenções de desmatamento e com obras viárias de grande porte que implicam em adensamento populacional e incremento de mais atividades humanas que possam aumentar a degradação”.

 




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo