Bolsonaro diz que governo não comprará vacina chinesa contra covid mesmo se for aprovada pela Anvisa

0
23

O presidente Jair Bolsonaro disse na noite desta quarta-feira (21) que a vacina chinesa desenvolvida pelo laboratório Sinovac contra a Covid-19 não será adquirida pelo governo federal, mesmo se tiver autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“A da China nós não compraremos, é decisão minha. Eu não acredito que ela transmita segurança suficiente para a população. Esse é o pensamento nosso. Tenho certeza que outras vacinas que estão em estudo poderão ser comprovadas cientificamente, não sei quando, pode durar anos. A China, lamentavelmente, já existe um descrédito muito grande por parte da população, até porque, como muitos dizem, esse vírus teria nascido por lá”, disse em entrevista à rádio Jovem Pan.

Bolsonaro afirmou também que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, “se precipitou” ao firmar um acordo de com estado de São Paulo para a compra de 46 milhões de doses da Coronavac.

“Eu sou militar, o Pazuello também o é, e nós sabemos que quando um chefe decide, o subordinado cumpre. Ele, no meu entender, houve uma certa precipitação em assinar esse protocolo. É uma decisão tão importante, e eu deveria ser informado. Conversei há pouco no zap com o Pazuello, sem problema nenhum, meu amigo de muito tempo, ele continuará ministro. E eu digo mais: ele é um dos melhores ministros da Saúde que o Brasil já teve nos últimos anos”, afirmou.

O presidente também disse que não tomará nenhuma vacina

“Eu não tomo a vacina, não interessa se tem uma ordem, seja de quem for, aqui no Brasil para tomar a vacina, eu não vou tomar a vacina