Vida e Bem Estar

Calvície também atinge os mais jovens

Dos 150 mil fios que existem no couro cabeludo do ser humano, 120 caem todos os dias, e essa queda faz parte do ciclo de vida do cabelo. Eles nascem, crescem, morrem e dão espaço para que os outros fios possam dar continuidade neste ciclo.

Portanto, quando se percebe que existe uma queda abrupta, é importante consultar um dermatologista para que ele possa averiguar melhor. Ser calvo pode parecer algo comum entre os homens de meia idade, mas alguns jovens já apresentam essa queda na adolescência ou no inicio da vida adulta, onde o cabelo vai ficando cada vez mais fino e fraco. Existem casos, em que algumas pessoas chegam aos 25 anos totalmente calvas.

De acordo com Alan Wells, cirurgião plástico e especialista em transplante capilar, a hereditariedade é o principal motivo que causa a queda de fios. Então, ficar sempre de olho no espelho para verificar como está a saúde capilar é muito importante, principalmente, entre os mais jovens. A boa notícia é que toda queda é passível de tratamento, mas é necessário o acompanhamento médico, para que esse mal seja cortado pela raiz o quanto antes.

Segundo o especialista, a calvície é mais comum entre os homens, porque a queda de fios é estimulada pela testosterona, hormônio que é presente em maior quantidade no público masculino.

Porém, mesmo que de forma rara, as mulheres também podem passar por esse processo de queda de fios e muitas vezes sem perceber, uma vez que, os cabelos caem de forma diferente em comparação aos homens. Para elas, não existe as entradas, mas a divisão entre os fios no meio da cabeça vai ficando cada vez maior.

Além da perda de cabelo por causa da hereditariedade, também é possível que seja estimulada por questões hormonais e emocionais. Neste caso, é uma condição auto-imune e pode ser desenvolvida por estresse, traumas, e, até mesmo durante a gravidez, por causa da nova rotina e produção de hormônios.

Dependendo da causa da calvície, se for tratada logo no início, tem resultados eficazes. Por  isso, ao menor sinal de grande perda de fios, é recomendável procurar um especialista.

No caso de cirurgia, é recomendada somente quando a calvície já se desenvolveu por completa.



Topo