Capital ampliou rede de Saúde e já abriu 10 hospitais durante a pandemia do novo coronavírus

0

A cidade de São Paulo ampliou a rede de Saúde com a abertura de dez hospitais desde o início da pandemia do novo coronavírus. O balanço de ações foi divulgado pelo prefeito em exercício, Ricardo Nunes, durante coletiva de imprensa on-line nesta quinta-feira (13/5).

Desde março de 2020, a Prefeitura de São Paulo já implementou os hospitais de Parelheiros, Brasilândia, Bela Vista, Capela do Socorro, Guarapiranga, Sorocabana, Santo Amaro, Brigadeiro, Cantareira e Lydia Storópoli (Uninove).

A rede de Saúde pública municipal, que contava com 507 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), foi ampliada e hoje dispõe de mais 1.357 leitos. Com relação aos leitos de enfermagem, foram criados mais 1.344.

Para dar conta dos atendimentos, foi necessário a contratação de 11.500 profissionais de saúde para atuarem nos novos hospitais e na rede já existente.

“Todas essas ações de ampliação dos hospitais, de leitos de UTI e enfermagem, além da contratação de novos profissionais foram baseadas em estudos para a Prefeitura se antecipar. Mesmo São Paulo sendo o epicentro da pandemia, aqui ninguém ficou sem atendimento e tratamento. A gestão Bruno Covas deu a resposta à altura para o atendimento da população da cidade”, afirmou o prefeito em exercício, Ricardo Nunes.

Saiba mais sobre as ações de ações de Saúde na capital acessando o site www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/ e a página Vacina Sampa.