Histórias

Cem vezes Vila Maria

A vila mais famosa da Zona Norte completou 100 anos na última terça-feira (17/1). O centenário marca a trajetória de um bairro que acompanhou o crescimento da Zona Norte de maneira vertiginosa, quando comparado com bairros mais antigos – Santana tem mais de 200 anos por exemplo.

Clique aqui e veja a programação de eventos em comemoração ao centenário do bairro!

Esse rápido crescimento em um curto espaço de tempo se reflete na vida atual de quem vive ou trabalha por lá: um bairro desenvolvido, considerado o segundo polo comercial da Zona Norte, que oferece serviços diversos, bares e restaurantes para todos os gostos. Confira abaixo alguns fatos que marcaram o início do bairro. Afinal, como diz um certo samba, “Vila Maria é um bairro de tradição… Vila Maria você mora no meu coração!”:

1917: É fundada a Companhia Paulista de Terrenos, “embrião” do bairro. Terras são compradas por Eduardo Cotching, que loteou as áreas.

1918: Chegar ao bairro só era possível por uma ponte de madeira, que atravessava o rio Tietê.

1920: Comércio toma forma, mas ainda existiam barcos para enfrentar as inundações.

1922: É erguida a primeira igreja, Nossa Senhora dos Navegantes.

1923: Chega a energia elétrica e um bonde que vai até a Praça da Sé.

1933: Paróquia de Nossa Senhora da Candelária é inaugurada.

Clique aqui e conheça quem foi Guilherme Cotching!

1937: Av. Guilherme Cotching ganha iluminação pública, impulsionando a região.

1954: É fundada a escola de samba Unidos de Vila Maria.

1955: Jânio Quadros é eleito governador com grande apoio dos moradores.

1956: Ponte de concreto sobre o rio Tietê é inaugurada.




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo