Cidades de São Paulo deixam de faturar mais de R$ 13 bilhões

0
138

Além das vidas perdidas, a pandemia do coronavírus (Covid-19) também impactou a arrecadação nas cidades de São Paulo. O levantamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) mostrou que os municípios paulista deixaram de arrecadar mais de R$ 13 bilhões.

A quantia representa quase 20% do total de recursos esperado pelos gestores para compor a arrecadação no primeiro semestre de 2020.

O estudo aponta que os municípios do Estado de São Paulo, exceto da capital paulista, acumularam R$ 59,4 bilhões de 1° de janeiro a 30 de junho, no entanto, o esperado para o período era R$ 72,4 bi, uma diferença de 19,1% no orçamento.

Segundo o órgão, as Prefeituras de São Paulo declararam que não realizaram medidas de contingenciamento de gastos para conter a queda na arrecadação:

  • 96,27% das administrações afirmaram que existem reservas de contingência;
  • 82,9% dos municípios não elaboraram qualquer plano de contingência orçamentária;
  • 34,68% dos municípios fiscalizados pela Corte de Contas paulista afirmaram que fizeram uso da reserva de contingência prevista para este exercício.