Com ordem de desfile definida, conheça os enredos das escolas de samba para o carnaval 2016

0
2151

::: Bruno Viterbo

A Liga das Escolas de Samba promoveu, no último sábado (20/6), o sorteio da ordem dos desfiles para o Carnaval 2016. A festa contou com apresentações das campeãs do Carnaval deste ano, Unidos do Peruche (acesso) e Vai-Vai (especial). A escola da Bela Vista, maior vencedora do Carnaval paulista, fez uma viagem, por meio de seus 15 sambas-enredo campeões. O de 2015 homenageou a cantora Elis Regina e causou um “arrastão” no Sambódromo, como há muito tempo não se via.

Com a ordem definida, agora é o momento das escolas acelerarem os trabalhos, já que o Carnaval 2016 será muito mais cedo: a sexta-feira, primeiro dia de desfiles, será em 5 de fevereiro. A partir de agora, é iniciada a temporada de eliminatórias de sambas, processo para a escolha do hino que vai embalar os componentes no sambódromo, além de toda a preparação de fantasias e alegorias.

Quase todas as escolas do Grupo Especial já divulgaram seus enredos. Falta apenas a Império de Casa Verde, que lançará seu enredo de 2016 em 25 de julho. A escola do “Tigre Guerreiro” já está na expectativa para a estreia do carnavalesco Jorge Freitas, que passou oito anos na Rosas de Ouro. No período, foi campeão em 2010 e foi três vezes vice-campeão (de 2012 a 2014).

Duas escolas vão celebrar o samba, que comemora 100 anos de história, no próximo ano: a campeã do acesso Unidos do Peruche e a vice-campeã Mocidade Alegre. A primeira, que completa 60 anos, falará da trajetória do gênero musical, com o enredo “Ponha um pouco de amor numa cadência e vai ver que ninguém no mundo vence a beleza que tem o samba… 100 anos de samba, minha vida, minha raiz”. A escola fará uma bela homenagem aos sambas-enredos históricos de São Paulo e Rio de Janeiro, como Aquarela Brasileira (Império Serrano, em 1964) e Coisa Boa é Para Sempre (Gaviões da Fiel, em 1995). Já a Mocidade segue por outro caminho. O enredo “Ayo – A Alma Ancestral do Samba” vai procurar nas raízes africanas o som do samba. Ayo, força liberta de um tambor por Xangô, é o Orixá do som e da música. A “Morada do Samba” vai mostrar como o som ecoou por várias terras, até chegar à celebração de uma escola de samba.

A Rosas de Ouro, depois de enredos mais lúdicos, trará a curiosa história da tatuagem com o enredo “Arte à Flor da Pele. A minha história vai marcar você!”. A escola vai viajar pela história da arte de marcar a pele, desde os povos ancestrais até o amor pela agremiação, tatuado nos corações de cada componente da “Roseira”.

A Acadêmicos do Tucuruvi anunciou recentemente, sem muitos detalhes, o enredo “Celebrando a religiosidade, Tucuruvi canta as festas de fé”. Já a X-9 Paulistana vai viajar pela história do açaí e celebrar os 400 anos da cidade de Belém, no Estado do Pará, com o enredo “Açaí guardiã! Do amor de Iaçã ao esplendor de Belém do Pará”. O enredo vai mostrar a história e a força da fruta, por meio de uma lenda, e como o açaí é importante para a cultura paraense.

A Unidos de Vila Maria escolheu a cidade de Ilhabela para o enredo 2016. “A Vila mais famosa é mais bela, Ilhabela da fantasia” é o tema da escola, que contará com o carnavalesco Alexandre Louzada, campeão por várias escolas no Rio de Janeiro e também com a Vai-Vai.

Falando na escola do Bixiga, a campeã de 2015 busca a 16ª estrela com o enredo “Je Suis Vai-Vai! Bem-vindos à França!”. O divertido anúncio do tema no Consulado francês contou com a participação do chef francês Erick Jacquin, o engraçadíssimo jurado do programa MassterChef, da Band. Já a Águia de Ouro tentará conquistar seu primeiro título no Grupo Especial com o enredo “Ave Maria, Cheia de Faces”.

A Dragões da Real, 5ª colocada em 2015, vai celebrar seus 15 anos de história de forma diferente. O enredo “Surpresa! Adivinhe o que eu trouxe pra você?” vai “presentear” os foliões com as mais variadas de dar e receber presentes, em várias formas: nas orações, nas lembrancinhas, o “presente de Grego” e as datas comemorativas onde a troca de presentes é especial.

Outra celebração vem da Zona Leste. A Nenê de Vila Matilde vai coroar a trajetória da atriz Cláudia Raia com o enredo “Nenê apresenta seu musical: Rainha Raia nas Asas do Carnaval”. A multiartista completa 30 anos de carreira neste ano, entre apresentações nos palcos do teatro, musicais e TV.

As homenagens seguem no Carnaval Paulista com a Acadêmicos do Tatuapé. A escola vai homenagear a Beija-Flor, campeoníssima escola carioca com o enredo “É Ela, a Deusa da Passarela – Olha a Beija-Flor aí gente!”.

A Gaviões da Fiel vai apresentar em 2016 o misterioso enredo “É Fantástico! Imagine, admire e sinta!” e, por fim, a Pérola Negra, que retorna ao Grupo Especial, abre os desfiles de 2016 homenageando o samba como dança. O enredo “Do Canindé ao Samba no Pé! A Vila Madalena nos passos do balé” vai mostrar as origens da dança no bairro da escola, falando até das celebrações na Vila Madalena durante a Copa do Mundo de 2014.

Pelo grupo de acesso, a Camisa Verde e Branco vai celebrar a água com o enredo “Nas águas sagradas de Oxum, Iemanjá e Oxalá, Camisa Verde dá um banho de alegria”. A Tom Maior prestará uma bela homenagem ao cantor Milton Nascimento por meio do enredo “Travessias de Milton Nascimento – Todo artista tem de ir aonde o povo está”.

Dois enredos de origem africana e com forte componente cultural prometem emocionar o Anhembi. O Morro da Casa Verde tem como tema “Mvemba-a-Nzinga – Dom Afonso I, um rei cristão no Império Africano do Congo”, enquanto a Barroca Zona Sul, que subiu para o Grupo de Acesso, escolheu o enredo “Bakhita”, santa padroeira do Sudão.

A Imperador do Ipiranga escolheu contar a história de Dom Quixote com o enredo “A Imperador reluz esperança com Dom Quixote de la Mancha”. Falando em Mancha, a escola Mancha Verde vai reeditar o enredo “Mato Grosso – Uma Mancha Verde no coração do Brasil”.  O tema fora apresentado no carnaval de 2005, primeiro ano da escola no Grupo Especial. Esta é a segunda vez seguida que a agremiação reedita um enredo recente no Grupo de Acesso. A primeira foi em 2014, com uma reedição do enredo “Bem aventurados sejam os perseguidos pela justiça dos homens, pois deles será o reino dos céus”, mostrado em 2006.

A Leandro de Itaquera escolheu as baianas como forma de prestar mais uma homenagem ao samba. O enredo “Rainhas de todos nós, mulheres guerreiras! Ê Baiana… Com suas bênçãos a Leandro conta sua história e celebra o centenário do samba” vai mostrar a herança africana e a importância das mães do samba para o carnaval.

As transformações da química em vários setores é o tema da Colorado do Brás. “Transformando a química da vida” é o enredo, que vai viajar pela ciência e, também, prestar uma homenagem aos 40 anos da escola, mostrando a “química” de seus componentes com a vermelha e branca.

Por fim, a Independente vem com um enredo lúdico: “O que conta no faz de conta”. A escola conseguiu permanecer no Grupo de Acesso mesmo obtendo menos pontos. Uma decisão conjunta manteve a agremiação tricolor no grupo, pois o desfile de 2015 foi fortemente prejudicado pela intensa chuva que caiu no Sambódromo. A luz e o som chegaram a acabar por alguns momentos, prejudicando o julgamento da escola em relação as outras agremiações que desfilaram em condições mais favoráveis.

Ordem de desfile

Grupo Especial – Sexta-feira (5/2)
Pérola Negra
Unidos de Vila Maria
Águia de Ouro
Rosas de Ouro
Nenê de Vila Matilde
Gaviões da Fiel
Acadêmicos do Tatuapé

Grupo Especial – Sábado (6/2)
Unidos do Peruche
Império de Casa Verde
Acadêmicos do Tucuruvi
Mocidade Alegre
Vai-Vai
Dragões da Real
X-9 Paulistana

Grupo de Acesso – Domingo (7/2)
Barroca Zona Sul
Tom Maior
Colorado do Brás
Morro da Casa Verde
Camisa Verde e Branco
Mancha Verde
Imperador do Ipiranga
Leandro de Itaquera
Independente

foto: Robson Fernandjes/ Liga SP/ Fotos Públicas