Notícias

Começa segunda-feira (23) a campanha de vacinação contra gripe

O Ministério da Saúde inicia na segunda-feira (23/3) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Nesta primeira etapa, os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde. Serão realizadas mais duas etapas em datas e para públicos diferentes, alcançando cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos, até o dia 22 de maio. Para isso, foram adquiridas 75 milhões de doses da vacina, que já estão sendo enviadas aos estados. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece no dia 9 de maio (sábado). Nesta data, os 41 mil postos de saúde ficarão abertos para atender todos os grupos prioritários.

Neste ano, o Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Vacinação em São Paulo

Para que todos os idosos possam ser atendidos, visto que a orientação é que permaneçam em casa devido ao coronavírus, serão montadas salas de vacina apenas para a vacinação de campanha, em local reservado na UBS, e em uma escola próxima a UBS, para que as pessoas que forem se vacinar contra a influenza não cruzem com os demais pacientes.

Acesse aqui a planilha com o endereço das escolas onde ocorrerá vacinação de acordo com a UBS

 

Governo do estado anuncia vacinação da gripe nas farmácias e álcool gel a preço de custo

O Governo de SP realizou uma parceria inédita para vacinação gratuita contra gripe (causada pelo vírus influenza) com 1 mil unidades da rede privada de farmácias da capital de São Paulo. A vacinação nestas farmácias terão início a partir do dia 13 de abril.

Embora a vacina não previna contra o coronavírus Covid-19, ela funcionará como manobra de contenção, já que deve diminuir a procura pelos serviços de saúde.

O Governador João Doria também anunciou um acordo com a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) para que as unidades de redes ofereçam álcool em gel a preço de custo em todo o Estado de São Paulo. O produto é um dos principais itens recomendados por autoridades de saúde para prevenção e combate ao novo coronavírus. A medida vale para todo o Estado a partir de segunda (23).

“As redes de farmácia, igualmente aos supermercados, a partir de segunda-feira, dia 23 de março, venderão álcool em gel a preço de custo, oferecendo condições de acessibilidade à população”, afirmou Doria.

O limite máximo por pessoa será de dois frascos, com objetivo de evitar o acúmulo individual e excessos, o que acaba prejudicando outras pessoas que também queiram fazer uso do produto.

 

Os Cuidados na hora de vacinar

Todos que terão que se deslocar aos locais de vacinação sejam os idosos e seus acompanhantes devem ficar atentos as orientações dos agentes de saúde neste locais bem como se proteger com as seguintes indicações:

 

Nos locais de vacinação:

– Manter distancia de aproximadamente 1,5 metros de outras pessoas evitando aglomeração caso haja filas.

– Evitar tocar com as mãos sem proteção objetos, mesas, cadeiras, botões, maçanetas e outros utensílios nestes locais desde que não seja necessário para se apoiar ou locomover-se. Se não for possível evitar tenha  lenços de papel para serem utilizados nestes casos

– Evitar tocar o rosto com as mãos

– Pessoas com sintomas da gripe (Febre – tosse – falta de ar) devem se dirigir as unidades de saúde antes de vacinar

 

Uso de máscaras

Para a população em geral, as máscaras devem ser usadas por quem apresentar sintomas de febre e dificuldade respiratória e que tenham vindo, nos últimos 14 dias, dos locais apontados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com circulação do vírus. No entanto, apenas o uso da máscara cirúrgica é insuficiente para fornecer o nível seguro de proteção. Usar máscaras quando não indicado pode gerar custos desnecessários e criar uma falsa sensação de segurança. Além disso, a máscara deve estar apropriadamente ajustada à face para garantir sua eficácia e reduzir o risco de transmissão.

Retornando para sua casa

– Chegando em casa após a vacinação lave imediatamente as mãos com água e sabão, ou álcool gel conforme as orientações já conhecidas.

– a partir daí evite sair de casa, pois agora você está protegido de várias gripes mas não do Coronavírus (COVID-19)

 

Assista ao vídeo da TV SP Norte com mias informações

 

 

 

 

 




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo