Turismo

Conheça um pouco mais do carnaval de Pernambuco

Dotados de praias exuberantes, com diversos atrativos naturais, Pernambuco também chama atenção pelas suas festas regionais, entre elas está o carnaval. Apesar de ser celebrado em todo o país, o carnaval de Pernambuco possui características próprias, no qual o turista só consegue ter a experiência participando desta enorme festa.

Antes mesmo de começar oficialmente o carnaval, Pernambuco estará repleto de atrações, somente em Recife serão 54 atividades antes mesmo da abertura do carnaval 2020, no Marco Zero. Entre as atrações estão ensaios de maracatus, acertos de marcha, concursos de rei e rainha, passistas e porta-estandartes, além de encontros de caboclinhos e mestres de maracatu.

Nas cidades de Recife e de Olinda acontecem o tradicional frevo, dança regional marcada por dançarinos que dão pequenos salto com um pé de cada vez, além de rodar um pequeno guarda-chuva colorido.

Foto: TCM Pernambuco/Reprodução

Outra característica marcante do carnaval de Pernambuco são os conhecidos Bonecos de Olinda, os bonecos gigantes que são usados por foliões para desfilar nos blocos de rua de Recife e de Olinda. O primeiro boneco gigante recebeu o nome de Zé Pereira e desfilou no carnaval de 1919. A prática ganhou as ladeiras de Olinda apenas em 1931, com a criação do boneco Homem da Meia Noite.

Os blocos de rua também não podiam faltar no carnaval de Pernambuco. Os desfiles tomam conta de toda a cidade, colocando todo mundo para dançar. A atração principal fica por conta do Galo da Madrugada, o maior bloco carnavalesco do mundo considerado pelo Guinness Book. O bloco foi criado 1978, quando cerca de 75 pessoas fantasiadas de almas penadas percorreram as ruas do bairro de São José, área central do Recife.

Galo da Madrugada Foto: Roberto Pereira/Governo de Pernambuco

Com mais de 40 de história, o Galo serve de inspiração para muitas outras agremiações, como o Galo de Manaus, o Capote da Madrugada, o Galinho de Genipabu, o Muriçocas do Miramar, o Pinto da Madrugada, em Maceió, o Galo da Madrugada do Rio de Janeiro, a Galinha da Tarde, o Galinho de Brasília, o Galo na Neve, no Canadá, e o Galo no Peru.

Vale destacar que durante a noite de terça e a madrugada de quarta-feira acontece a festa do Arrastão do Frevo. O evento marca o fim do carnaval do Recife. Com orquestras de frevo e bonecos gigantes, acompanhados pelos sobreviventes que curtem a folia até o último minuto, o arrastão marca o fim da festa com o raiar do sol na quarta-feira.

Não é a toa que o carnaval de Pernambuco é diferente de todo o Brasil, por isso que vale a pena conhecer um pouco das festas tradicionais e se divertir ao lado dos bonecos gigantes, das danças no ritmo do frevo e das praias que só o nordeste brasileiro consegue oferecer ao turista.

Foto: André Nery/PCR




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo