Zona Norte

Coronavírus: Como é a vida de quem não parou de trabalhar?

Apesar do estado de São Paulo estar em quarentena devido ao risco de contagio do novo coronavírus (Covid-19), muitos ainda continuam acordando cedo para pegar ônibus e chegar em seu trabalho.

Na cidade de São Paulo foi decretado que apenas os serviços considerados essenciais continuarão funcionando (confira a lista clicando aqui), e um desses trabalhadores que não pararam com essa crise foi Nayara Carvalho Silva, auxiliar de enfermagem.

Nayara Carvalho Silva, auxiliar de enfermagem – Foto: arquivo pessoal

Ela descreve que sua rotina pessoal e no trabalho mudou após a chegada do vírus no Brasil. Nayara declara que sua função era de fazer “um trabalho externo” no qual realizava visitas à domicílios dos idosos, mas atualmente a equipe não sai da unidade de saúde.

Já em casa, a auxiliar de enfermagem revela que separou “uma parte [de sua casa] chamada de parte suja. Então quando chego na minha casa, todas as minhas roupas deixo lá, não entro com sapato dentro de casa. Já vou pro banho”.

Outra pessoa que toma cuidados semelhantes é a médica veterinária Maria Verônica dos Santos, “ao sair [de casa] não mudo [de roupa], mas ao chegar vou direto para o banho e coloco toda a roupa para lavar”.

Apesar dos cuidados pessoais, Nayara reparou que o ” volume de pessoas [nas ruas] aumentou” após o discurso do presidente Bolsonaro (Sem Partido) na terça-feira (24/03). “As pessoas que devem ficar em casa, inclusive idosos, não estão respeitando a quarentena” revela.

 

“Não sei se é porque as pessoas não têm alguma pessoa próxima que, infelizmente, veio a falecer de Covid-19, as pessoas não estão dando muita importância [à doença]”, desabafa Nayara.

Por fim, a auxiliar de enfermagem destacou que, apesar de menos pessoas usando ônibus e metrô, o “transporte público, infelizmente não está melhor“, e complementa ” O ônibus está lotado, fica mais tempo parado no ponto de ônibus e os pontos ficam lotados”.

 

 

 

 

 




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo