Coronavírus é 4 vezes mais contagioso na classe D do que na Classe A, diz Covas

0
93

O último resultado do Inquérito Sorológico realizado pela Prefeitura de São Paulo aponta que cerca de 1,32 milhão de pessoas contraíram o coronavírus (Covid-19) na capital paulista. O número representa 11, 1% da população paulista.

Este é a terceira etapa do estudo, que começou no mês de junho. Na ocasião, o resultado já ultrapassava a marca de 1 milhão de pessoas contaminadas.

Além da quantidade de pessoas infectadas pelo vírus, o resultado mostrou que a incidência em classe mais pobre é maior do que nas classes mais ricas.

“É quatro vezes maior a incidência do coronavírus na classe D do que na classe A. Ou seja, quem é mais pobre tem mais chance de pegar o vírus”, aponta o prefeito Bruno Covas (PSDB).

Além do aspecto financeiro, outro ponto que revela um maior contágio do coronavírus é na população com menor formação escolar. A chance de uma pessoa quem tem somente ensino fundamental ser infectado pela Covid-19 é o dobro quando comparado com quem terminou o ensino superior.

O resultado mostrado pela pesquisa mostra que o vírus foi mais contagiante nas pessoas que admitiram que não fizeram isolamento social, sendo 25% de prevalência. Já as pessoas que respeitaram as regras de distanciamento social apresentaram 8,5% de prevalência.

Perfil da maioria dos casos: Pessoas pretas ou pardas (60%), que estão na classe C e D e que têm até o ensino fundamental (16,4%).

Comportamento: Pessoas que não respeitaram o distanciamento social (25%) e que admitiram usar a máscara apenas de vez em quando (30,5%).

Próximas fases

Está foi a terceira etapa de um total de nove que a gestão municipal. O prefeito Covas destacou que a próxima fase do Inquérito Sorológico será específico para crianças e adolescentes.

A amostragem é feita por sorteio aleatório na área de abrangência das 472 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e leva em consideração bases do IPTU de 2020, hidrômetros da Sabesp e cadastro da Estratégia Saúde da Família.

Casos de Coronavírus

No último boletim divulgado pela secretária municipal de Saúde, a capital paulista registra 213.4636 casos confirmados de coronavírus e 9.390 mortes pela doença. A taxa média dos últimos 7 dias na ocupação de leitos de UTI na cidade atingiu a marca de 66,1%.

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil