Cristiano Ronaldo é a primeira pessoa a atingir 500 milhões de seguidores nas redes sociais

0
39

O craque português Cristiano Ronaldo tornou-se nessa semana, o ser humano mais seguido nas Redes Sociais. Somando os números das três plataformas, Twitter, Facebook e Instagram, o jogador possui 500 milhões de seguidores.

São mais de 91 milhões de seguidores no Twitter, 147 milhões de seguidores no Facebook e mais 261 milhões no Instagram, onde é disparado a pessoa mais seguida. A cantora Ariana Grande, segunda neste ranking, tem cerca de 40 milhões de seguidores a menos.

Na rede social de Mark Zuckerberg, Cristiano Ronaldo também se destaca como a pessoa mais seguida. A cantora Shakira é a segunda neste ranking, com “somente” 109 milhões de seguidores.

Embora lidere com folga as já citadas, na “rede social do passarinho” o português não está nem no pódio das pessoas mais seguidas. Em quinto no ranking, Cristiano Ronaldo é superado por Rihanna (101,7 milhões), Kate Perry (109,4 milhões), Justin Bieber (113,9 milhões) e Barack Obama (129,3 milhões).

O argentino Lionel Messi acumula 284 milhões de seguidores somando todas as suas redes sociais. O número bem inferior ao de Cristiano Ronaldo, porém cabe uma ressalva. O jogador não possui uma conta oficial no Twitter. O camisa 10 do Barcelona tem 183 milhões de seguidores no Instagram e 101 milhões no Facebook. Terceiro jogador mais seguido nas redes sociais, o brasileiro Neymar possui aproximadamente 140 milhões de seguidores.

Para o jornalista e Consultor de Marketing Digital da Mitto Comunicação, Eduardo Micheletto “as pessoas passam mais tempo consumindo o conteúdo produzido pelos famosos do que lendo revista ou ouvindo rádio. Os fãs querem saber tudo o que acontece com os seus respectivos ídolos. Tivemos como exemplo, a foto do CR7 após o nascimento de sua filha. A imagem teve 11,3 milhões de curtidas e ocupa o primeiro lugar entre as imagens mais famosas do Instagram. Porém é preciso ter muito cuidado com o que é dito e publicado, pois já tivemos diversos casos de cancelamento por parte do público”, conta.