Cinema

Deadpool 2: bomba, porrada e piada de volta às telonas

O herói mais irônico e insanamente engraçado dos quadrinhos (e das telonas) está de volta! Deadpool 2 estreia na próxima quinta-feira (17/5) com a metralhadora de piadas ainda mais afiada – ainda que uma piada sobre a Disney tenha sido cortada; é que a companhia se fundiu com a Fox, antiga detentora dos diretos dos filmes da Marvel.

E as piadas se estendem até na divulgação: em um dos comerciais, Deadpool (Ryan Reynolds) não admite ser um integrante dos X-Men – enquanto no filme recruta os X-Force e aprende o que é ser herói de verdade. Em outro, para o Brasil, o piloto Rubinho Barrichello chega na frente de quem ainda não comprou ingresso.

A nova sequência tem uma brasileira no elenco: Morena Baccarin. A atriz, de vários trabalhos lá fora (as séries Gotham e Homeland, por exemplo), virá ao país para divulgar o filme. Ainda no elenco, Josh Brolin interpreta Cable, inimigo de Deadpool.

Um detalhe: Brolin poderá ser visto simultaneamente nas telonas. É que o ator também faz outro personagem da Marvel: o vilão Thanos, do fenômeno Vingadores: Guerra Infinita. Porém, enquanto Vingadores faz parte do Universo Cinematográfico Marvel, Deadpool é parte da franquia X-Men.

Ainda no elenco, o comediante T.J. Miller (Weasel, um dos grandes amigos de Deadpool) e Terry Crews (o inesquecível Latrell de As Branquelas). Confira o trailer:

Estreias nacionais

Vale a pena ficar de olho nos lançamentos nacionais nas telonas. Três filmes merecem destaque e atenção: para quem gosta de terror, a dica é A Mata Negra. Misturando elementos do gênero e o folclore nacional, o filme que estreia na próxima quinta tem no elenco Jackson Antunes e Clarissa Pinheiro – atualmente no ar na elogiada supersérie da Globo, Onde Nascem os Fortes.

Tungstênio é a adaptação da premiada HQ de Marcelo Quintanilha. No filme, quatro personagens se unem, mesmo sem terem aparentemente nada em comum: um sargento aposentado, um traficante, um policial e sua esposa. A história se passa em Salvador, e estreia na próxima quinta (21/5).

Por fim, O Processo, documentário premiado em diversos países, mostra a crise política do país, iniciada em 2013, até o impeachment de Dilma Rousseff. Esqueça as entrevistas e câmeras fixas: este documentário é feito apenas com imagens captadas de protestos, votações e tensões neste conturbado momento que o país vive.



Topo