Depósito da 3ª parcela do Auxílio Emergencial começa amanhã (27)

0
114

A Caixa Economia Federal divulgou hoje (26), sexta-feira, o calendário do pagamento da 3ª parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600. O beneficio será creditado na conta digital do aplicativo Caixa Tem e já neste sábado (27), porém os saques serão liberados a partir do dia 18 de julho.

O Auxílio Emergencial é um benefício criado para ajudar autônomos, microempreendedores e famílias sem renda. Segundo o governo federal, mais de 40 milhões de pessoas receberão os créditos até o próximo sábado (4), de acordo com o mês de nascimento.

Os benefíciários do Bolsa Família começaram a receber o depósito da 3º parcela do benefício no dia 17 de junho.

Todos os beneficiários receberão o dinheiro pela conta digital, mesmo aqueles que indicaram conta de outro banco no cadastro.

Confira o calendário do crédito do Auxílio Emergencial

  • Janeiro e Fevereiro – 27 de junho;
  • Março e Abril – 30 de junho;
  • Maio e Junho – 1º de julho;
  • Julho e Agosto – 2 de julho;
  • Setembro e Outubro – 3 de julho;
  • Novembro e Dezembro – 4 de julho.

Confira os dias de saques do auxílio emergencial

  • Janeiro – 18 de julho;
  • Fevereiro – 25 de julho;
  • Março – 1º de agosto;
  • Abril – 8 de agosto;
  • Maio – 15 de agosto;
  • Junho – 29 de agosto;
  • Julho – 1º de setembro;
  • Agosto – 8 de setembro;
  • Setembro – 10 de setembro;
  • Outubro – 12 de setembro;
  • Novembro – 15 de setembro;
  • Dezembro – 19 de setembro.

Novos pagamentos

Beneficiários que se cadastraram na plataforma digital entre os dias 27 de maio e 16 de junho receberão a 1º parcela do Auxílio Emergencial, também amanhã (27/06).

Para receber o auxílio, o beneficiário deverá:

Caso seja pessoa física

  • ser maior de 18 anos;
  • não ter emprego formal;
  • não for titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • ter renda mensal per capita de até meio salário mínimos (R$ 519) ou a renda familiar mensal for no total de até três salários mínimos (R$ 3.135); e
  • não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Caso seja autônomo

  • exercer atividade na condição de Microempreendedor Individual (MEI) ou;
  • ser contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social ou;
  • ser trabalhador informal, de qualquer natureza, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal até 20 de março de 2020.

Prorrogação do Auxílio Emergencial

Em sua live semanal, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que irá prorrogar o benefício por mais três parcelas, entretanto o valor do Auxílio Emergencial será reduzido gradativamente seguindo essa regra:

  • 4ª parcela – R$ 500;
  • 5ª parcela – R$ 400; e
  • 6ª parcela – R$ 300.

Não foram divulgados mais detalhes sobre a prorrogação do Auxílio Emergencial. As três novas parcelas somadas são de R$ 1.200.