Coronel Velozo

Dicas de segurança para não perder a festa

Coronel Velozo – Hervando Luiz Velozo

Nasceu na Freguesia do Ó; foi soldado do Exército Brasileiro, e na Polícia Militar do Estado de São Paulo, comandou áreas como Campo Limpo, Morumbi, Jardins, Lapa, Pirituba e Perus, e por último foi comandante do policiamento de trânsito (CPTran).Palestrante e instrutor sobre segurança pública e privada.

facebook.com/coronelvelozo

email: hlvelozo@uol.com.br

 

 

O carnaval começou e, como toda grande festa urbana, casos de furtos, assaltos e até ocorrências mais graves podem acontecer durante a comemoração. Para se ter uma ideia, no ano de 2019 a Secretária de Segurança Pública registrou quase 2 mil Boletins de Ocorrências por furtos e roubos de celulares somente na capital paulista.

De lá pra cá muita coisa aconteceu, os blocos de rua se multiplicaram e o efetivo de segurança está mais preparado, mas isso não significa que irá inibir ações de assaltantes. Somente no primeiro final de semana do Pré-carnaval Paulista, 413 pessoas foram detidas, suspeitas por cometer roubo e furto contra os foliões.

Esse contexto não deve servir para desanimar quem realmente quer aproveitar o melhor do carnaval, para evitar que esses problemas indesejados aconteçam, o folião pode tomar atitudes simples.

A primeira delas é andar em grupo. Quanto mais gente estiver com você, mais olhos irão te proteger e alertar quando algo estranho estiver acontecendo. Outra medida simples de adotar é colocar seus pertences em um lugar seguro, evite lugares óbvios como bolsos da calça ou da mochila – a não ser que a mochila tenha bolsos seguros.

Outra dica de segurança importante é àquela que ouvíamos de nossas mães e avós: “não aceite coisas de estranho”. Acredite, essa dica pode ser fundamental, pois, ao longo da festa, é possível que apareça outros foliões oferecendo bebidas. Sempre desconfie e nunca aceite!

Agora, se você prefere evitar os bloquinhos de rua e não irá acompanhar nenhum desfile no Sambódromo, ao invés disso, prefere comemorar o carnaval bem distante das aglomerações, ainda assim é preciso ficar atento.

Engana-se quem pensa que as preocupações com o carnaval são, somente, para os foliões apaixonados. Quem prefere usar esses dias de folga para viajar pode gerar um problema: a casa vazia. Os feriados prolongados é algo que os bandidos levam em consideração quando decidem invadir uma casa para levar os objetos de valor.

Mas, calma, não estou dizendo que você deva ficar em casa com sua família, quem deve ter medo são os bandidos! Da mesma forma que falamos acima – que é possível ficar seguro nos desfiles de rua -, também é possível levar sua família para passear com a cabeça tranquila.

Talvez a medida mais simples, porém importante, é conversar com seus vizinhos. Peça para que eles observem sua casa. É importante também manter contato com eles, pode ser via rede social ou por telefone. Se você tiver mais confiança em algum vizinho, ou até um parente, empreste a chave de casa para ele e peça para que ele entre em sua casa, ao menos, uma vez por dia, isso irá mostrar que, apesar dos donos da casa estarem distante, o imóvel ainda continua sendo guardado. Outra opção, que requer um pequeno investimento é a instalação de câmeras com monitoramento pelo próprio celular. Essas câmeras estão disponíveis em lojas especializadas e você mesmo pode instalar e configurar em seu celular para vigiá-la de onde estiver.

O mais importante de tudo isso que falamos neste artigo é fazer com que você aproveite sua vida sem ter medo da criminalidade, a população merece seu lazer e momento de diversão com sua família.




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo