Estudantes de SP terão o 4º ano do Ensino Médio em razão da covid-19

0
149

O Governo de São Paulo confirmou nesta quinta-feira (9) a criação do 4º ano do Ensino Médio. O novo ano será opcional para estudantes e tem o objetivo de compensar a falta de aulas em razão da pandemia do coronavírus (covid-19).

Ainda não há mais detalhes de como funcionará este novo ano, incluindo se ele será ofertado apenas para rede estadual de ensino ou se será também à rede do Centro Paula Souza e escolas particulares.

De acordo com o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, a oferta do novo ano só ocorrerá mediante à existência de vagas.

A volta as aulas presenciais está programa pra acontecer no dia 8 de setembro, no entanto, os colégios só poderão receber 35% da sua capacidade total, além disso, será estipulado um rodízio entre alunos e a aplicação de um sistema que irá misturar o ensino presencial com o EaD (Ensino a Distância).

De acordo com a gestão estadual, as aulas presenciais deverão voltar em todo o estado, no entanto, é preciso que todas as regiões de São Paulo estejam na Fase 3 (Amarela) do Plano São Paulo por 28 dias seguidos. Atualmente apenas a Capital Paulista e cidades da região do ABC estão na etapa.

A volta às aulas ocorrerão de forma gradual. A previsão é que primeiro voltem a normalidade as faculdades, depois o ensino médio e, na sequência, o ensino fundamental 2 (Do 6º ao 9º ano), o ensino fundamental 1 (1º ao 5 ano) e o infantil.

Vale lembrar que o Governo de SP pretende adaptar os currículos escolares a partir de 2022. Com isso, os alunos deste novo ensino médio terão mais flexibilidade para escolher as matérias e o itinerário que pretendem seguir na sua formação.