Cultura e Lazer

FlinkSampa 2017: festa do conhecimento celebra cultura negra

O país precisa de oportunidades. A falta de integração social, juntamente com a má disposição de serviços e a distribuição injusta de benefícios e renda, ainda é um fardo que milhões de brasileiros precisam enfrentar. E, a discussão sobre essas questões no dia a dia é incentivada, principalmente, por meio de eventos culturais que aproximam o cidadão da diversidade cultural do país, da integração social e da identidade e da cultura negra.

É o que propõe a FlinkSampa 2017: Festa do Conhecimento Literatura e Cultura Negra, que chega à quinta edição. Neste ano, o evento homenageia o escritor Paulo Lins, autor do livro que originou o filme Cidade de Deus.

O evento será realizado de 16 a 18 de novembro, das 10h às 20h, na Faculdade Zumbi dos Palmares (Av. Santos Dumont, 843). Nesta edição, participam nomes importantes do cenário literário e artístico do país, como: a atriz Elisa Lucinda, o humorista Hélio de la Peña, o sambista Martinho da Vila, o autor Walcyr Carrasco – escritor da atual novela das 21h da Rede Globo, O Outro Lado do Paraíso – entre outras referências.

Integração

Sob o comando de Thobias da Vai-Vai e Elizete Rosa, o Espaço Samba de Cada Dia abrirá oportunidades para compositores e poetas independentes a divulgarem suas criações voltadas à cultura negra.

Já o “Festival Afrominuto” disponibilizará um espaço dedicado às criações audiovisuais dos alunos da rede pública de ensino e da Rede SESI. O concurso ressalta as qualidades criativas dos participantes, estimuladas e incentivadas por meio de temas educacionais, sociais e culturais.

Dentre as diversas atrações interativas, o “Prêmio Jovem Negro de Literatura” incentiva a participação de jovens autores negros à elaboração de obras literárias, divulgando e publicando as três melhores durante o evento. Todas as obras são avaliadas por um grupo de jurados especializados em áreas da comunicação, portanto, os participantes do Prêmio neste ano, terão suas obras divulgadas na edição de 2018 do evento.

Aprendizado

Outro destaque do festival é o Seminário Internacional, atração promovida pelo Observatório do Negro, em parceria com a Faculdade Zumbi dos Palmares. O seminário, que chega à sexta edição durante a FlinkSampa, estabelece discussões sobre o racismo e o fortalecimento da identidade da cultura negra no Brasil e em outros países, mediadas por especialistas ligados à área da ciência política.

Dessa vez, os debates e palestras vão acontecer nos dias 16 e 17 de novembro e acontecem paralelamente à FlinkSampa. Promovido pela Sociedade Afrobrasileira de Desenvolvimento Sociocultural (AFROBRAS), a discussão terá como principal objetivo propor reflexões diante ao tema: “Ética e na Estética associada à Educação Inclusiva no Século 21 – Uma reflexão sobre os avanços da lei 10.639 no contexto acadêmico, cultural, legal e corporativo”.

Além do seminário, que pretende conscientizar sobre a história da cultura negra e a importância da igualdade social e cultural, a atração Espaço Beleza e Poder da Mulher ressaltará a representatividade das mulheres negras na sociedade. Os participantes serão estimulados a refletir diante os padrões estéticos de beleza impostos a elas, com foco em temas como moda, consumo, empoderamento da mulher e o papel das mulheres nos cenários de empreendedorismo e produção artística.

Confira a programação completa do evento em flinksampa.com.br.



Topo