Santos Dumont, o futuro: museu ainda não saiu do papel

0
1488

LEIA MAIS DO ESPECIAL SOBRE SANTOS DUMONT:
Parte 1: UMA CORRIDA AO CÉU: SANTOS DUMONT, O HOMEM QUE DIMINUIU A DISTÂNCIA DO MUNDO
Parte 2: O aviador, criador (ou criadores) e criaturas
Parte 3: Nasce o avião. Avião?

A história de Santos Dumont foi revisitada em um especial feito pelo jornal O Estado de S. Paulo. “A redescoberta de Santos Dumont”, publicado em novembro de 2015, é uma extensa reportagem de Luciana Garbin, onde mostra os detalhes de arquivos e itens encontrados por pesquisadores sobre o aviador. Há uma versão interativa, com vídeos, áudios e até um jogo, no link infograficos.estadao.com.br/especiais/a-redescoberta-de-santos-dumont.

Na época, foi levantada a possibilidade da criação de um museu com peças de Santos Dumont, além de ser o primeiro museu de aviação de São Paulo – outras cidades possuem, como o Rio de Janeiro, mas é militar. O local? A base aérea do Campo de Marte.

A reportagem afirmou, naquele momento, que as peças do acervo estão armazenadas no 4o Comando Aéreo Regional, no bairro do Cambuci. Esse acervo possui peças únicas, como o cesto do 14-bis, óculos de voo e outros itens do aviador.

foto: Reprodução/ Estação/A Redescoberta de Santos Dumont

A intenção é criar o museu perto da pista do Campo de Marte, e proporcionar experiências interativas voltadas a diferentes públicos. Além disso, há a possibilidade de reunir as peças do Museu TAM (hoje a companhia aérea Latam), localizado em São Carlos, Interior Paulista.

O museu ainda não saiu do papel, mas é possível ver on-line alguns itens e fotos do acervo do Museu Paulista da USP – ou, Museu do Ipiranga –, no link acervo.mp.usp.br/Acervo.aspx. No especial do Estadão, a matéria afirmava que um site especial do acervo, com “exposições virtuais” seria criado “até meados de 2016”.

O Museu, fechado ao público desde 2013, tem expectativa de reabertura em 2022, ano do bicentenário da Independência do Brasil.