Governo de SP irá multar em R$ 500 cidadãos sem máscaras

0
113
População usa máscaras nas ruas do Rio de Janeiro, desde ontem (23) a prefeitura tornou o uso obrigatório através de decreto.

A partir do dia 1º de julho, quarta-feira, quem for flagrado andando em vias públicas sem máscara receberá uma multa de R$ 500. A medida foi anunciada no inicio da tarde de hoje (29) pelo governador João Doria (PSDB).

A decisão também afetará quem estiver visitando estabelecimentos comerciais. Segundo a gestão estadual, se a fiscalização flagrar um cliente dentro de algum comércio sem o item de proteção, o dono do estabelecimento receberá uma multa de R$ 5 mil.

A fiscalização será feita pelos órgãos de vigilância sanitária das prefeituras e do governo estadual. Todo o valor arrecadado será investido no Alimento Solidário, programa que compra e distribui cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social.

O uso de máscara já era obrigatório desde o dia 7 de maio. Já no transporte público, o item era obrigatório desde o inicio de abril. No anúncio, o governador destacou que índice de paulistanos que usam máscara é de 97%, já pelo estado a taxa é de 93% da população.

A máscara é um dos itens mais importantes para proteção contra o coronavírus (covid-19), no entanto, para que seja eficaz é importante usá-la corretamente, confira as dicas:

  • O uso da máscara deve ser individual;
  • Evite tocar na máscara durante seu uso, caso aja esse contato, é preciso higienizar as mãos em seguida;
  • Caso precise mexer ou ajustar a máscara, use os elásticos ou as armações para este fim;
  • Não usar a mesma máscara por mais de 2h;
  • Caso a máscara esteja úmida, é preciso trocá-la;
  • Ao chegar em casa, antes de retirar a máscara, lave bem as mãos.

Coronavírus em São Paulo

Até o último registro oficial, o Estado de São Paulo registrava 271.737 casos confirmados e 14.338 óbitos em razão da covid-19. As taxas de ocupação de UTIs são de 67,2% na Grande São Paulo e 65,3% no estado. Ao todo, 43,2 mil pessoas já tiveram alta de hospitais.

Foto:Tomaz Silva/Agência Brasil