Higienizar o celular pode te proteger da Covid-19

0
660

Uma das recomendações mais comuns que ouvimos para se defender do coronavírus (Covid-19) é “lavar bem as mãos”. A higiene é a principal defesa que temos contra o vírus, além do ato de ficar em casa. Contudo, uma recomendação que pouco ouvimos é o cuidado com o celular.

O aparelho celular se tornou um companheiro inseparável das pessoas. Muitos levam o aparelho a todos os lugares, inclusive ao banheiro. Por conta disso, assim como nós, os celulares também ficam expostos a doença, podendo assim se tornar um transmissor do vírus.

A fim de evitar esse problema, muitos procuram limpar seu aparelho assim que chegam em casa, no entanto, é importante tomar certos cuidados para não danificar o aparelho.

Para a Paula Bisordi, coordenadora do Núcleo de Doenças Transmissíveis Agudas da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Coordenadoria de Vigilância em Saúde da Prefeitura (Covisa), para a higienização de maneira correta, é preciso utilizar álcool em gel 70%, pois esse é o produto recomendado que tem eficácia contra o coronavírus.

No entanto, é importante adotar alguns cuidados a fim de evitar que o aparelho seja danificado, confira as dicas da Bisordi:

  • A higienização deve ser feita com um pano limpo, que precisa ser levemente molhado com o álcool 70%.
  • É muito importante não exagerar na quantidade de produto, pois isso pode comprometer o funcionamento do celular.
  • O pano deve ser passado por toda a superfície do celular, inclusive na película e capinha protetora.
  • Em seguida, é indicado utilizar um pano seco para completar o processo de higienização.

Tome cuidado!!

Nem todo álcool é recomendável para ser usado na higiene do celular. Um dos tipos que podem danificar o aparelho é o isopropílico. Segundo Bisordi, esse tipo de álccol tende a esbranquiçar o plástico e isso pode causar manchas na carcaça do aparelho.