Home office: mais de 120 mil funcionários da Prefeitura de São Paulo podem trabalhar em casa de forma definitiva

0
110

A Prefeitura de São Paulo estabeleceu que mais de 120 mil funcionários dos órgãos da administração direta, autarquias e fundações do município poderão trabalhar remotamente, ou seja, sem a necessidade de comparecer presencialmente ao local de trabalho.

Esses funcionários já estão trabalhando em regime de home office desde 16 de março. A Prefeitura decidiu tornar a medida definitiva sob a alegação de que ela trouxe redução de despesas, aumento da produtividade dos funcionários e ganhos ambientais por causa da diminuição dos deslocamentos dos funcionários em transportes coletivos ou veículos particulares.

Os servidores da Prefeitura que permanecerão trabalhando de forma remota, devem cumprir, pelo menos, um dia de trabalho presencial.

A mudança definitiva do trabalho presencial para o trabalho à distância será feita de maneira facultativa pelos funcionários.

O trabalho home office deve ser realizado dentro das seguintes regras:

Fixação de metas para a realização dos trabalhos;

– Desempenho  medido de forma objetiva;

– Não pode ter prejuízo ao funcionamento da unidade de trabalho e ao atendimento ao público;

– O registro eletrônico de assiduidade e das atividades desenvolvidas;

– Comparecimento periódico à sua unidade de trabalho sempre que houver convocação.

O decreto do prefeito Bruno Covas (PSDB) estabelecendo a medida foi publicado no Diário Oficial desta terça-feira (15).