São Paulo

Idosos, crianças e gestantes já podem se vacinar contra a gripe

Teve início na quarta-feira (2/5) a vacinação contra a gripe em crianças entre 6 meses e 5 anos de idade, gestantes e puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto).

A ampliação dos grupos prioritários está acontecendo de forma gradual. O primeiro grupo começou no dia 23 de abril, voltado a idosos com 60 anos ou mais, profissionais de saúde e população indígena.

A partir de 9 de maio, também poderão receber a vacina portadores de doenças crônicas (cardiopatias, diabetes, HIV positivo e imunodeprimidos) e outras comorbidades, além de professores. A meta é atingir 2,3 milhões de pessoas até 1o de junho, quando termina a campanha.

Os grupos prioritários são definidos levando-se em consideração os que possuem maior probabilidade de desenvolver quadros mais graves das doenças respiratórias. A dose disponível nos postos do município é a trivalente e protege contra três subtipos do vírus da gripe: H1N1, H3N2 e Influenza B.

A expectativa é vacinar contra o vírus Influenza 10,7 milhões de paulistas, o que corresponde à meta de 90% da população-alvo definida para a campanha.

De acordo com informações da Secretaria de Saúde, a vacinação contra o vírus Influenza é fundamental para evitar complicações decorrentes da gripe, otites e sinusites. A Secretaria afirma que a vacina não provoca gripe em quem tomar a dose, já que é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção, mas são incapazes de causar a doença.

A vacina é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria, que neste ano disponibilizou 60 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil.

Neste ano, as ações serão desenvolvidas em cerca de 6,5 mil postos de vacinação em todo o estado, com a mobilização de mais de 36 mil profissionais.

Contraindicação

A dose é contraindicada para pessoas que já tiveram alergia grave em doses anteriores ou a algum componente da vacina. Pessoas com febre alta também devem procurar orientação médica antes de se vacinar.

Quem deve tomar a vacina:

  • Pessoas com 60 anos ou mais;
  • Profissionais da área da saúde;
  • Indígenas;
  • Crianças entre 6 meses e 5 anos de idade;
  • Gestantes;
  • Puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto);
  • Pessoas com doenças crônicas e outras comorbidades.

A mobilização nacional para a vacinação de Influenza, ou dia D, será no dia 12 de maio. Nesta data, todas as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários poderão ser vacinadas.



Topo