Caminhando com Versos

Iguais à flexibilidade da mola

Neste Natal, o narrador e poeta Kleuber Ricardo mostra que o nascimento de Jesus não é só aquele de Belém: “o menino não é o único filho de Deus e Santo / Igual a tantos que as ruas absorvem para o mundo do crime / Na página da vida está escrito, a história de Belém é o presente”. Ouça e acompanhe!

 

Iguais à flexibilidade da mola

Nasce um menino Jesus nas ruas a todo instante

Ainda me lembro da manjedoura tão simples

Se fosse hoje as emissoras de TV noticiariam a façanha, o fato

Um mulher chamada Maria dá a Luz em uma estrebaria

Os manifestantes gritariam: “Que mulher é essa?” Indiferente!

Com palavras de ordem, ao brilhar a estrela do oriente

O mundo comentaria nas vias sociais, nos sites, nos portais e nos Facebooks

Ao saberem que o menino não é o único filho de Deus e Santo

Igual a tantos que as ruas absorvem para o mundo do crime

Na página da vida está escrito, a história de Belém é o presente.

 

Quantos passos pisoteiam todos os dias por cima do release

Do filme cuja a retrospectiva mostra na tela maior e ampla

De todas as esquinas no zig-zag da vida e em todas as direções

Nos acasos de tantos olhos misturados à pressa não enxergam

A beleza da esperança morrendo agora de olhos abertos, degola

No embargo da família que tirou as mãos do pulso no deslise

Do sonho que encanta o sagrado encanto, que o dinheiro não compra

Nem a sordidez mancha mais a honra da mãe, ela também é Maria nas suas ações

Redobrada aos rumores de um coração mole, que os sentimentos derramam

Em todas as casas, tem sempre uns danadinhos iguais à flexibilidade da mola.



Topo