Zona Norte

Mais “pé no chão”, Oktoberfest segue até 14 de outubro

Depois de uma estreia marcada por certo otimismo – sobretudo por parte do então prefeito João Doria (PSDB), que deixou o cargo para se candidatar ao Governo do Estado – a Oktoberfest paulistana, no Anhembi, não deixou sua marca na primeira edição.

Muito afetada pela chuva que caiu à época, a Oktoberfest não atraiu público, ficando abaixo da meta de 150 mil pessoas em oito dias de evento. O preço salgado dos ingressos foi outro fator: R$ 100 apenas pelo acesso e mais R$ 50 para ver shows de artistas consagrados.

Aqui, outro calcanhar de Aquiles: tentando trazer público, a programação eclética – samba, axé e sertanejo – não foi muito bem recebida por quem sabe como funciona a tradicional Oktoberfest de Blumenau, a maior do gênero no país.

Com lições aprendidas, a segunda edição da festa cervejeira promete ser mais fiel às raízes da Oktoberfest do Sul e da alemã. A festa vai desta sexta-feira (28/9) a 14 de outubro.

A mudança que mais interessa ao público é o preço dos ingressos (além de mais dias de evento). Agora, os bilhetes custam R$ 60 (R$ 30 na meia-entrada) durante os dias de semana e R$ 80 (R$ 40, meia) aos finais de semana e feriado. O ingresso dá acesso a todas as áreas, com exceção dos camarotes.

Outra mudança é musical: o rock ganhará mais destaque, com um palco exclusivo para o gênero. Serão 110 apresentações de várias bandas. Outro palco, na Biertent, é dedicado ao pop e músicas alemãs, com bandas tradicionais típicas do Brasil, além de danças folclóricas e as (loucas e divertidas) competições de chope. Já o Palco Sunset será dedicado ao eletrônico.

“São Paulo é uma das cidades mais multiculturais do mundo e por isso vamos oferecer também dentro do festival uma programação musical que traz também um dos estilos mais apreciados pelo público jovem”, afirma Walter Cavalheiro Filho (foto ao lado), fundador da festa, sobre a maior presença do rock no evento.

Para comer e beber, serão mais de 70 cervejas artesanais e 60 opções gastronômicas. A diversão ficará por conta de um novo Bierpark, o parque de diversões da Oktoberfest. O destaque é uma roda gigante de 22 metros de altura, que veio da Itália. O parque tem atrações para todas as idades.

Diante do cenário econômico e com as mudanças promovidas em relação às atrações e valores, a expectativa de público também é mais “pé no chão”: a organização do evento prevê algo em torno de 120 mil pessoas.

A programação completa, bem como a compra de ingressos, pode ser vista no site do evento.



Topo