Marcelo Segredo | Poupança, previdência privada, CDB e CDI darão prejuízo. Verdade?

0
568

Os bancos continuam oferecendo essas porcarias a seus clientes, mesmo com a redução da taxa Selic para 4,5% ao ano. Entenda melhor o assunto e tire suas próprias conclusões.

Com a redução da taxa Selic a 4,5% ao ano e o IPCA em 4% ao ano, manter o dinheiro em caderneta de poupança, CDB, CDI e previdência privada será sinônimo de prejuízo. Isso mesmo, manter seu dinheiro em investimentos oferecidos pelos bancos diminuirá seu capital, uma vez que a rentabilidade desses produtos oscila em 70% da taxa Selic, ou seja, 3,15% ao ano, enquanto a inflação está acima de 4% ao ano.

Este artigo derruba a antiga ideia, ou melhor dizendo, “pensamento de manada” de que comprar imóvel financiado é um bom investimento, além de desmistificar aquela velha máxima de que “Quem investe na bolsa corre muito risco”. Você passou sua vida inteira ouvindo coisas que impediram seu progresso; chegou a hora de mudar. Afinal, se daqui para frente mantiver seu dinheiro investido em produtos bancários, já terá a certeza de que irá perder dinheiro.

Enquanto não tem grana suficiente para comprar seu imóvel à vista, aqui vai a receita do bolo para multiplicar rápido seu capital.

1 – Dividendos atrativos

Os Fundos Imobiliários(FIIs) pagam de 6 a 7 de dividend yield (relação entre o dividendo pago no ano e o preço de uma cota). Esses dividendos são ótimos para ter uma renda extra mensal. Quanto mais cotas você tiver, maiores serão seus rendimentos.

2 – Dividendos mensais

Os FIIs são mais fáceis de conciliar com o orçamento familiar. Excelentes para quem tem foco em uma carteira previdenciária de investimentos. Aqui você pode investir todos os meses em uma quantidade de cotas.

3 – Retorno positivo

Os FIIs são mais representativos; com maior histórico, apresentam rentabilidade ao CDI. Lembrando: quanto mais cotas tiver, maior será o seu retorno.

4 – Baixa volatilidade

Mesmo tendo um ótimo retorno, os FIIs apresentam baixa volatilidade (variações nos preços das suas cotas). Isso é muito bom para o investidor iniciante.

5 – Mais liquidez

As grandes vantagens são que eles têm liquidez muito maior que os imóveis físicos. Além disso, você não precisa se preocupar com nada: existem pessoas treinadas para isso.

6 – Isenção de IR

Aqui o investidor não paga imposto de renda sobre os dividendos recebidos. Diferente de um imóvel, para o qual existem taxas cobradas todos os anos.

7 – Fácil diversificação

Quando investe em 3 FIIs, por exemplo, você tem alta diversificação. Fazendo isso, vai poder ter as suas receitas provenientes de mais de 30 imóveis espalhados por todo o Brasil. Isso é muito importante, uma vez que você não ficará limitado a só um local.

8 – Mais tranquilidade

Quando investe em Fundo Imobiliário, você tem gestores profissionais trabalhando em seu favor. Dessa forma, você só precisa fazer seus investimentos e esperar no final do mês sua fatia de bolo.

Conclusão

Portanto, investir em FIIs é uma excelente oportunidade para quem tem pouco dinheiro e pouca experiência, pois existem FIIs a partir de R$ 100 ou até menos. Assim você faz seu dinheiro ir crescendo mês a mês, aumentando seu patrimônio, garantido sua aposentadoria. No entanto, é necessário ter cautela para escolher os Fundos Imobiliários corretos e evitar prejuízos, já que nem tudo que reluz é ouro.

Gostou do conteúdo deste artigo?

Então, curta e compartilhe riqueza.


marcelo-segredo

Consultor financeiro, palestrante, ex-presidente da ONG ABC (Associação Brasileira do Consumidor), criador da “Clínica Financeira” e “Casamento & Negócios”, diretor presidente da Marcelo Segredo Assessoria Empresarial Fone: 3360-2902 site: www.marcelosegredo.com.br e-mail: marcelo@marcelosegredo.com