Martinica: ilha caribenha é cenário de inspiração para personagens históricos

0
1075

::: Bruno Viterbo

A ilha paradisíaca inspirou dois dos maiores nomes da história. Cristóvão Colombo, o navegador espanhol que descobriu a América e chegou à Martinica em 1502, elegeu o local como o éden na Terra. Já para o francês Napoleão Bonaparte, a ilha foi berço para descobrir sua grande paixão: a Imperatriz Josefina de La Pagiere. Lá, trocaram diversas cartas apaixonadas e Josefina tornou-se a mais ilustre personagem da ilha. Historiadores dedicam a ela a inspiração para as conquistas do exército Francês.

Martinica também é relacionada, de certa forma, ao Brasil. Os mais velhos vão se lembrar dos versos “Chiquita Bacana, lá da Martinica, se veste com uma casca de banana nanica…”, marchinha composta por Braguinha. A ilha também é conhecida como “Flor do Caribe”, que também foi o nome da novela das seis da Rede Globo exibida em 2013.

1911_turismo martinica 2

Vamos à ilha, de fato: Martinica é um território francês desde 1635 – uma “extensão” da França no Caribe. A Capital faz jus ao território: Fort de France, com intenso comércio – de shoppings centers sofisticados ao comércio popular – e arquitetura mista, com prédios modernos e outros antigos, como o Palácio da Justiça e a Biblioteca Schoelcher.

Martinica é “dividida” em duas partes: no lado sul, praias brancas com águas azuis cristalinas e coqueiros debruçados dão o tom do visual. Já o norte é mais rústico, com montanhas, florestas e areias escuras.

1911_turismo martinica 1

Nas praias do sul, conheça a região de Lê François. Segundo os nativos da ilha, foi lá que a Imperatriz Josefina banhava-se em piscinas marinhas deslumbrantes. Já no norte, St-Pierre, a antiga capital da ilha, guarda ruínas daquela que já foi considerada a mais luxuosa e importante cidade de todo o Caribe.

A culinária é marcada pela união da requintada cozinha francesa e do creoule, herança dos escravos africanos. Essa herança também se reflete na cultura e na música: o zouk, ritmo com tambores e uma dança sensual, é o mais popular da ilha. Para beber, rum. A bebida é a marca registrada de Martinica.

fotos: Wikipedia