Zona Norte

Mercado Municipal de Tucuruvi é incluído no plano de privatização

O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas, conseguiu incluir, na quinta-feira (05/05), mais equipamentos públicos dentro do Projeto de Lei 16.703/17, que prevê a concessão ou a permissão de uso à iniciativa privada. Entre esses espaços está o Mercado Waldemar Costa Filho, conhecido como Mercado Municipal de Tucuruvi.

A atualização e a nova redação das legislações citadas no PL vão dar novos instrumentos para a Prefeitura viabilizar parcerias com o setor privado para utilização, por exemplo, das áreas subutilizadas existentes nos terminais de ônibus. Ao mesmo tempo vai adequar as leis referentes a cemitérios, crematórios públicos, serviços cemiteriais e funerários.

Privatização na Zona Norte

Neste ano, a Prefeitura irá colocar o complexo do Anhembi a leilão no mês de junho. Outros pontos de interesse são os terminais de ônibus Casa Verde e Vila Nova Cachoeirinha e os cemitérios municipais da Freguesia do Ó, Tremembé e Vila Nova Cachoeirinha, previsto no Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI). Além do futuro parque e Museu Campo de Marte, que a Prefeitura estuda incluir no pacote de privatização.

Mercado Municipal de Tucuruvi

Fundado em 1949, o Mercado Municipal de Tucuruvi abriga 22 boxes e 14 bancas que oferecem diversos produtos. O espaço conta com estacionamento gratuito, caixa eletrônico e instalações sanitárias. O Mercado do Tucuruvi fica na Avenida Nova Cantareira, 1.686 – Tucuruvi. Seu horário de funcionamento terça-feira a sábado, das 8h às 19h e domingos e feriados, das 8h às 13h.



Topo