Mundo

Milhões de pessoas devem ir às ruas nesta sexta pela proteção do meio ambiente

Protestos estão marcados para acontecer hoje, sexta-feira (20/09), em todo mundo a fim de exigir ações concretas contra as mudanças climática. A manifestação faz parte da 3ª edição da Greve Global pelo Clima e está marcada ocorrerá em mais de 130 países.

Esta edição acontece em meio a uma crise ambiental no Brasil, provocada por incêndios criminosos e pelas declarações do presidente Bolsonaro, o que gerou revolta de líderes mundiais, entre eles o presidente francês Emmanuel Macron.

Aqui no Brasil os atos estão marcados para acontecer em mais de 30 cidades diferentes, entre eles estão São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Alagoas, Bahia, Amapá, Ceará, Distrito Federal e entre outros. Além da ação de hoje, estão previstas atividades para os  dias 22, 25 e 29 de setembro.

A manifestação é organizado pela Coalizão pelo Clima, uma frente ampla composta por 70 organizações ambientalistas, coletivos, movimentos sociais, centrais sindicais e ativistas. Essa frente tem a inspiração no movimento Fridays for Future (Sextas-feiras pelo Futuro), criado por Greta Thunberg, ativista sueca de 16 anos.

Fridays for Future

É um movimento popular iniciado em agosto de 2018 pela jovem sueca Greta Thunberg. Naquele final de verão, numa sexta-feira, Greta sentou-se em frente ao Parlamento sueco sozinha, carregando um cartaz em que se lia skolstrejk för klimatet! (greve escolar pelo clima), e distribuiu panfletos com dados sobre o aquecimento global.

Aqui no Brasil o movimento começou um pouco antes de 15 de março deste ano, junto com o movimento global. A mobilização aconteceu de forma espontânea e online, com pessoas procurando o movimento via Instagram. Em cerca de cinco dias, 24 cidades já estavam organizadas.

Foto: Divulgação



Topo