Zona Norte

Moradores e Prefeitura debatem se Santana está abandonada

Na última reportagem sobre Santana, houveram diversos comentários sobre a situação atual do bairro. O  destaque foi a grande quantidade de pessoas que estão em situação de rua, algo que foi bastante comentado durante Audiência Pública de Projeto da Lei Orçamentária Anual 2020.

Na ocasião, o líder comunitário e assessor do vereador Police Neto, João Santo, alegou que a via onde houve mais atendimento de pessoas desabrigadas é a av. Cruzeiro do Sul. O chefe de gabinete, Sidney Cruz, respondeu que a responsabilidade do trabalho de acolhimento é da Secretária Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) e que iria repassar a demanda para eles.

Outro destaque negativo apontado pelos leitores foi a sujeita nas vias, em especial próximas do Terminal de Ônibus Santana. Uma leitora destaca: “Difícil elogiar Santana…. abandonada e suja… as proximidades da estação do Metrô estão tomadas de lixo e moradores de rua”.

Pessoas nas ruas

Principal preocupação dos moradores do bairro, a Prefeitura foi questionada pelo Jornal SP Norte sobre o trabalho com pessoas em situação de rua. Em resposta, a gestão municipal alega que “realiza diariamente busca ativa no município, por meio dos Serviços Especializados de Abordagem Social (SEAS), com trabalho de escuta, sensibilização e oferta dos serviços da rede socioassistencial”.

Em nota, a gestão apresentou um balanço do atendimento em Santana: “De janeiro a junho de 2019, no distrito de Santana, os orientadores socioeducativos do SEAS da região atenderam 5.378 pessoas, realizando 11.546 abordagens com 10.651 encaminhamentos. Destes, 6.121 foram para acolhimento” segundo dados da Prefeitura.

Os serviços que realizam o atendimento à pessoas em situação de rua em Santana são o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP).

Zeladoria

Questionada sobre a “sujeira” do bairro, a Subprefeitura Santana/ Tucuruvi responde que “Realiza na região ações de zeladorias diárias como varrição, lavagem das vias com jatos de água e desfazimento de barracas montadas de forma ilegal”.

Aniversário

Apesar de já ter passado a data, a gestão regional confirmou que está definindo como serão as comemorações do aniversário de Santana.

IPTU caro

Outra crítica de comerciantes e moradores é o alto preço do IPTU da região, segundo eles o valor é exagerado. Sobre isso a Secretaria Municipal da Fazenda “esclarece que não existe tratamento diferenciado por região para alterações nos valores do IPTU”.

De acordo com a nota da Prefeitura, a análise do valor é feita pela Prefeitura e Câmara Municipal “Por lei, a revisão destes valores é realizada de quatro em quatro anos, com a atualização da Planta Genérica de Valores (PGV)” esclarece.  A próxima atualização vai ocorrer em 2021, com validade a partir de 2022.

Caso esteja em duvidas sobre o valor de IPTU ou se a cobrança está acima do valor de marcado, acesse o site www.prefeitura.sp.gov.br/iptu e solicite a revisão do cálculo.

Nem tudo é negativo

O bairro de Santana se destaca por ser um dos motores da economia da cidade de São Paulo. O comércio é extremamente desenvolvido e atrai pessoas de toda Capital Paulista. Lá é possível encontrar qualquer produto e serviço com preços super em conta.

O transporte público também chama atenção. Graças ao Terminal de Ônibus é possível chegar a praticamente todos os lugares da zona norte e da zona central da cidade. Isso sem contar as estações de Metrô, que facilitam o acesso a qualquer região metropolitana da Grande São Paulo.



Topo