Turismo

Morretes: uma cidade tão graciosa quanto sua estrada e sua história!

Uma charmosa cidadezinha, daquelas onde parece “que o tempo passa mais devagar”, com suas construções em estilo colonial, uma famosa estação de trem e muita história. É assim que Morretes se destaca como sendo uma das cidades mais pitorescas do caminho para o litoral paranaense.

Localizada aos pés da Serra do Mar – bem entre Curitiba e Paranaguá – e rodeada pela Mata Atlântica, a cidade apresenta lindas paisagens montanhosas, além de muito verde, riachos e cachoeiras em seus arredores. O rio Nhundiaquara cruza suas terras com águas claras e contribui para a prática de esportes como a canoagem e o boia-cross.

O centrinho local possui calçadões exclusivos para pedestres, praças, jardins bem cuidados, feira de artesanato aos finais de semana e muitos restaurantes que, em sua maioria, servem o barreado – um prato típico da região à base de carne de acém, músculo e patinho cozida em panela de barro por mais de doze horas, o que resulta em um caldo grosso e bastante saboroso – que é acompanhado por arroz, farinha de mandioca, peixe, camarão, salada, banana fatiada e laranja. Como sobremesa, balas e doces variados feitos com banana, e até cachaças com o sabor da fruta dão um toque especial à refeição.

Vivendo basicamente da agricultura e do turismo, Morretes recebe pessoas de vários locais que, geralmente, chegam à cidade pela Estrada da Graciosa – como o próprio nome revela, um caminho cheio de belezas naturais, com hortênsias e muitas outras flores em meio a um ziguezague de 33 km pela Serra do Mar – ou pela Estrada de Ferro Curitiba – Paranaguá, em funcionamento desde 1885, que conta com a circulação diária de trens turísticos que partem da capital paranaense, deixam os turistas na cidade pela manhã e os levam de volta à Curitiba ao entardecer. O passeio de trem, que leva cerca de 3 horas, passa por uma série de desfiladeiros, pontes, túneis, mata fechada e muitas curvas em seus 110 km de extensão, e é um complemento especial que dá mais charme à viagem, além de resultar em lindas fotos.

Além dos atrativos históricos, culturais e gastronômicos, muitos procuram a cidade para apreciar suas trilhas. No Parque Estadual Pico do Matumbi há picos para escaladas, campings e cascatas. Já pelo Caminho do Itupava, as caminhadas revelam muito da história: uma trilha bastante usada por jesuítas, comerciantes e aventureiros na época colonial como principal rota entre Curitiba e o litoral da região.  A diversidade de atividades vale o passeio!

 



Topo