Lazer

Laço, firmeza, mulher: em Nö, memórias tecidas em espetáculo no CCJ

Duas letras, vários significados e conceitos: nó. É um laço apertado por fios, uma junção afetuosa, firmeza, dificuldade, mulher (nö, em húngaro). “É a partir dessas relações e do significado da palavra nö que a gente conta as cenas tecidas de memórias, cheias de nó e cheia de nós, das nossas mães, irmãs, avós, e das tantas outras mulheres que nos habitam”, ressalta Mariana Duarte, criadora do Núcleo Desastre e em cartaz com o espetáculo , no Centro Cultural da Juventude, na quinta e sexta-feira (1º e 2/3, às 21h, entrada gratuita).

foto: Raphael Dutra/Divulgação

Em parceria com Maria Carolina Oliveira, a apresentação une técnicas de trapézio, tecido acrobático, mastro chinês e malabarismos explorando, desta maneira, as relações entre as diferentes interpretações da palavra “nó”.

foto: Samuel Antenor/Divulgação

A criação do espetáculo foi baseada a partir de cinco fábulas apresentadas por Clarissa Pinkola Estés, no livro Mulheres que Correm com os Lobos. Na obra, Estés mostra as fábulas relacionadas às diferentes características do arquétipo do feminino selvagem.

Desta ideia, o elenco de destacou texturas, ideias, imagens e situações que ganhariam vida em movimentos e acrobacias. Além de Mariana e Maria Carolina, o espetáculo terá as convidadas Andréa Barbour, Bárbara Francesquine e Tatiana Guimarães.

“A gente não pretende contar uma narrativa linear ou concreta. O nosso universo criativo percorre os meandros do surreal, do estranho, do sonho, dos mitos universais”, explica Mariana Duarte. Tal como um nó – ou vários deles – uma viagem sinuosa, às vezes presa, às vezes desapertada.

Junto com o espetáculo, o Núcleo Desastre – sediado na Barra Funda – deu vida a um Ateliê Intensivo de Formação, dedicado a difundir e compartilhar conhecimentos sobre técnicas de processo de criação em circo contemporâneo, com técnicas aéreas e destinado a jovens criadores.

Parte desse processo pode ser vista no minidocumentário No ar (vídeo acima), produzido em 2015. No vídeo, o Núcleo Desastre (clique aqui e acesse a página do grupo no Facebook) e outros grupos compartilham suas experiências aéreas, seja no teatro, dança ou circo contemporâneo.

Informações
Centro Cultural da Juventude (CCJ)
Endereço: Av. Deputado Emílio Carlos, 3641 – Vila Nova Cachoeirinha
Quando: quinta e sexta-feira (1º e 2/3), às 21h
Ingressos: Grátis (distribuição na hora do espetáculo)

foto (topo): Raphael Dutra/Divulgação



Topo