Vida e Bem Estar

Novo medicamento oral para Artrite Reumatoide é distribuído pelo SUS

Aprovado no SUS o fornecimento do novo medicamento oral para Artrite Reumatoide, o Xeljanz® – Citrato de Tofacitinibe (Pfizer). Será ofertado por meio das farmácias de alto custo de todo o Brasil.

Até então, o Tofacitinibe era comprado nas farmácias de medicamentos especiais, com o preço que varia entre R$ 5.247,00 e R$ 3.466,16. A partir de agora, a rede pública passa a distribuir o medicamento, indicado para o tratamento de pacientes adultos com artrite reumatoide moderada a grave.

Artrite Reumatoide afeta cerca de dois milhões de brasileiros

De natureza autoimune, a artrite reumatoide é uma doença crônica, inflamatória e progressiva, que afeta as articulações e pode causar rigidez, deformidade articular, desgaste ósseo e uma série de incapacidades para a vida diária.

Mais comum por volta dos 40 anos, a enfermidade exerce um forte impacto para a capacidade produtiva do paciente. Embora não exista cura para a artrite reumatoide, há tratamentos capazes de controlar a enfermidade, principalmente quando o diagnóstico é feito precocemente. Esse é o caso de Xeljanz (citrato de tofacitinibe), da Pfizer, que age diminuindo a atividade da doença e pode auxiliar na prevenção de danos irreversíveis nas articulações, além de aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida do paciente.

No final de dezembro de 2018, a companhia entregou ao Ministério da Saúde os lotes do medicamento solicitados para distribuição via Sistema Único de Saúde (SUS). Lançado no Brasil em 2015 e comercializado em mais de 40 países, Xeljanz é o primeiro de uma nova classe de medicamentos para o tratamento da artrite reumatoide, doença autoimune que afeta cerca de 2 milhões de brasileiros. Segundo o laboratório, o Xeljanz é o primeiro tratamento oral, não biológico, do tipo DMARD (medicamentos modificadores do curso da doença) alvo-específico para a enfermidade.



Topo