Zona Norte

O 102o Aniversário da Vila Maria é comemorado oficialmente no dia 17 de janeiro

A Vila Maria nasceu oficialmente em 1917, com a fundação da Companhia Paulista de Terrenos. Antes, a região pertencia a um sítio chamado Bela Vista.

Grande parte das terras foi adquirida por Eduardo Cotching, que a loteou em seguida. Antigamente a travessia era feita de barco. Para melhorar o acesso às outras regiões, em 1918 foi construída uma ponte facilitando bastante a vida da população. A atual Ponte da Vila Maria (antiga Ponte Jânio Quadros) só seria construída na década de 1950 pelo então Presidente Jânio da Silva Quadros, que tinha o bairro como seu principal reduto eleitoral.

Entre os fatos registrados na história da Vila Maria está a construção da primeira igreja, em 1922, a Nossa Senhora dos Navegantes. A energia elétrica chegou em 1923. No mesmo ano, o Bairro ganhou um bonde elétrico até a Praça da Sé. As indústrias e empresas se instalaram na região a partir de 1950 e as transportadoras em 1960. A Vila Maria cresceu e se desenvolveu aos poucos, vencendo obstáculos como enchentes dificultando o trânsito na região principalmente ao acesso à Marginal Tietê.

Boa parte de sua economia é proveniente das atividades relacionadas à logística e transporte de cargas em razão da grande quantidade de empresas e indústrias localizadas na região.

O Bairro também é famoso graças à Escola de Samba Unidos de Vila Maria, fundada em 1954 e motivo de orgulho para a região. Além de receber milhares de pessoas para seus ensaios e eventos, a escola preserva a tradição do samba e da cultura popular brasileira. Transformou seu espaço em ponto de referência para ações sociais em prol de sua comunidade, que por mais de 60 anos mantém viva em meio a tantas dificuldades uma das mais tradicionais escolas de samba de São Paulo.

Vila Maria foi também um dos epicentros do movimento revolução musical que marcou a década de 1980 na Cidade, denominado Vanguarda Paulistana pela jornalista e acadêmica da USP, Marilia Pacheco Fiorillo. Centrado no teatro Lira Paulistana, teve Arrigo Barnabé e Itamar Assunção, dentre seus artistas de destaque. Um dos pioneiros no movimento, na Vila Maria, foi Dari Luzio com seu LP Bastardo, membro dos Pracianos, artistas da Vila Maria que se reuniam na Praça Santo Eduardo.

Comemoração e ato cívico

A Subprefeitura Vila Maria/Vila Guilherme realizará, na quarta-feira, dia 23/01, às 19h30, no auditório, ato solene comemorativo aos 102 anos do bairro de Vila Maria. O evento homenageará entidades e personalidades de destaque da região com a medalha  “Gente que faz Acontecer”. Serão lembradas pessoas da área da saúde, educação, esporte e voluntariado. O auditório da Subprefeitura Vila Maria/Vila Guilherme fica na Rua General Mendes 111 – Vila Maria Alta.



Topo