Turismo

Paraty e Ilha Grande se tornam Patrimônio Mundial da Unesco

O título do Comitê da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) foi entregue para as duas cidades cariocas na sexta-feira (05/07), durante reunião em Baku, Azerbaijão. Atualmente, o Brasil possui 22 bens na lista de sítios de excepcional valor universal.

O prêmio conta com um fator inédito para a América Latina, pois reconhece tanto a cultura como a riqueza biológica da região. Marcada por suas construções de ruas e casas que datam 200 anos, as cidades contam com uma grande área de preservação, com espécies raras da Mata Atlântica.

A área que recebeu o título da Unesco possui quatro reservas naturais, totalizando quase 1500 m² de área protegida, são elas o Parque Nacional da Serra da Bocaina, a Área de Proteção Ambiental (APA) de Cairuçu, a Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul e o Parque Estadual da Ilha Grande.

Veja o que levou a região a se tornar Patrimônio Mundial:

  1. Arquitetura: A arquitetura colonial de Paraty é famosa internacionalmente e atrai turistas de todo o mundo. As ruas, casarões e igreja construídos pelos portugueses levam o visitante de volta aos séculos 18 e 19. O centro histórico já foi considerado pela UNESCO “o conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso do país”.
  2. Beleza Natural: A beleza da região está além de sua arquitetura. Lá se encontra uma enorme área de Mata Atlântica intacta. Além disso, praias e paisagens envolvem o chamado Centro Histórico, incluindo 187 ilhas cobertas de vegetação primária.
  3. Comunidades Tradicionais: A região abriga diferentes comunidades tradicionais do país. Há os quilombolas da Comunidade do Campinho da Independência, os índios do assentamento Guarani e das aldeias Tekon Tatim e Tekoa Araponga e também pescadores que mantém viva a cultura caiçara. Desde 2007, caiçaras, indígenas e quilombolas brigam juntos por seus direitos através do Fórum de Comunidades Tradicionais Angra–Parati–Ubatuba.
  4. Biodiversidade e Preservação: Paraty conta com quatro áreas de proteção, além de abrigar três unidades de conservação do Instituto Chico Mendes Conservação da Biodiversidade. A região é conhecida pela variedade da fauna: foram encontradas em Paraty 134 espécies de peixes, 115 de moluscos, 345 de aves, 13 de mamíferos marinhos, 74 de mamíferos terrestres e 61 de répteis e anfíbios.
  5. Programação Cultural: A região é terreno para diversas ações culturais que atraem visitantes de todo o país. Um dos maiores destaques é a FLIP, conhecida Festa Literária Internacional de Paraty, que homenageia grandes nomes da literatura brasileira. Há também o Festival Internacional de Jazz, levando ao Centro Histórico grandes artistas brasileiros e estrangeiros, que atraem milhares de turistas à cidade.

Se você ainda não visitou Paraty. Venha conhecer e se apaixonar por essa cidade histórica do Brasil.



Topo