Zona Norte

Ponte do Limão será interditada para obras

Depois da queda de um trecho do viaduto Jaguaré, sobre a Marginal Pinheiros em 15 de novembro, as pontes e acessos que cruzam avenidas da capital tornaram-se alvo de vistorias – mais intensas, e muitas por parte dos próprios usuários, já que um relatório de 2012 – o último – constatou falhas em 571 estruturas do tipo na capital.

Enquanto o viaduto na zona sul tem previsão de ficar pronto em seis meses, aqui na zona norte outra ponte apresentou problemas. A Ponte do Limão, com rachaduras de mais de um metro e dez centímetros de largura, será alvo de intervenções que podem durar, de acordo com previsões da Companhia de Engenharia de Tráfego, 21 dias. A avaria está na pista do sentido bairro da ponte.

Os bloqueios serão realizados na mesma pista, além das alças de acesso da Marginal Tietê (nos sentidos Ayrton Senna e Castelo Branco), a partir da 0h de quinta-feira (6/12). Os serviços de manutenção serão realizados pela Secretaria Municipal das Subprefeituras. De acordo com a pasta, não há problemas estruturais na ponte.

Porém, em matéria do portal R7, o engenheiro Márcio Estefano, professor do curso de pós-graduação em engenharia civil do Instituto Mauá de Tecnologia, indicou que um problema em uma das vigas de sustentação da ponte do Limão pode ser a causa da rachadura, também observada na viga, além de uma envergadura, permitindo que o asfalto cedesse. A CET vai monitorar os bloqueios e orientar o tráfego na região.

Alternativas

Aqueles que trafegam na Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, devem prosseguir em frente, entrar à direita na Rua José Gomes Falcão, à direita na Av. Marquês de São Vicente, à direita na Av. Ordem e Progresso e, ao atingir o trecho interditado, serão desviados para o lado oposto da ponte, que está operando em sentido duplo de circulação.

Já os que vem da Marginal Tietê, sentido Castelo Branco, é preciso seguir em frente, entrar à direita na Rua José Amato, à direita na Rua Samaritá, e seguir pela ponte.

Os veículos oriundos da Av. Antártica, devem prosseguir pela Av. Ordem e Progresso e, ao atingir o trecho interditado, desviar para o lado oposto da ponte.

Mais informações no site da CET ou no telefone 1188.

*foto (topo) ilustrativa



Topo