Zona Norte

Prefeito de Jaçanã – Tremembé será responsável por microrregião Norte

O início de outubro não foi muito positivo para o Prefeito João Doria (PSDB). No dia 4, o jornal O Estado de S. Paulo publicou “Sob Doria, serviços de manutenção de ruas e calçadas em SP têm queda”. A reportagem mostra uma baixa grande em ações de zeladoria, como extensão de guias e sarjetas (queda de 55,78%) e extensão de galerias (-38,59%). Os dados são comparativos com 2016, entre os meses de janeiro e agosto.

Nesse cenário, o número de queixas na central 156 também alcançou baixo desempenho: das 61,7 mil reclamações, apenas 25% foram atendidas. O número é formado, essencialmente, por reclames em relação à zeladoria, como poda de árvore e tapa-buraco. A Prefeitura, porém, afirma que dos 60 mil pedidos de tapa-buraco, “apenas 4 mil ainda aguardam execução”.

Quatro dias depois, em 8 de outubro, o Datafolha revelou queda na aprovação do prefeito: é aprovado por 32% dos paulistanos – enquanto, quatro meses atrás, o número era de 41%. Essa foi a primeira pesquisa realizada depois das várias – e polêmicas – viagens de Doria pelo Brasil.

Com a situação, a gestão municipal teve que se reorganizar. A primeira novidade nesse sentido são as “novas métricas de trabalho” em relação às prefeituras regionais.

A criação de seis microrregiões visa “melhorar a eficiência na execução das ações de zeladoria”. A Zona Norte acabou por ser “fatiada”: Alexandre Pires, Prefeito Regional de Jaçanã/Tremembé, será uma espécie de “supervisor” das administrações, além da própria, de Pirituba/Jaraguá, Freguesia/Brasilândia, Casa Verde/Cachoeirinha, Santana/Tucuruvi e Perus.

Alexandre Pires

A Regional de Vila Maria/Vila Guilherme, comandada por Dario Barreto, ficará sob a tutela da microrregião Central, por meio do Prefeito da Sé, Eduardo Odloak. As definições foram realizadas na última terça-feira (10/10), em reunião da Secretaria das Prefeituras Regionais.

A mudança vai definir as prioridades de cada região, além de possíveis parcerias com empresas para a realização dos serviços de zeladoria. Para o secretário da pasta e vice-prefeito, Bruno Covas, o novo modelo vai permitir “que os resultados da eficiência do trabalho em equipe sejam percebidos pela população”.

Em relação à Zona Norte, a inclusão do Prefeito Regional de Jaçanã como administrador vai ao encontro dos serviços realizados nos bairros da região. A administração local é uma das mais ativas, demonstradas, sobretudo, em publicações na internet. As mudanças nos bairros também são visíveis, ainda que seja preciso mais esforços. “Fui designado a contribuir e auxiliar os trabalhos. Será um trabalho em conjunto, uma união de forças”, afirmou Alexandre Pires.



Topo