São Paulo

Prefeitura apresenta as regras definitivas do uso das patinetes

Na último sábado (10/08) a Prefeitura anunciou as novas regras do uso de patinete elétrico na cidade de São Paulo. A maioria das regras foram mantidas e algumas foram acrescentadas. O prazo para adaptação dos usuários e das empresas são de 60 dias após sua publicação.

De acordo com a nova regulamentação, o limite de velocidade será de 20 km/h, será proibido usar a patinete nas calçadas e em vias com velocidade acima de 40 km/h e as patinetes deverão ser devolvidas em estacionamentos próprios, não podendo deixá-los em vias públicas.  A obrigatoriedade do uso do capacete não foi definido.

Segundo o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, a Prefeitura e empresas responsáveis pelo serviço discutem como serão as atuações. De acordo com o Secretário, a CET só multará o usuário se conseguir pará-lo. As empresas vão ter que disponibilizar à Prefeitura dados georreferenciados das viagens e locais de retirada e devolução. Dessa forma, ainda que o agente da CET não consiga multar o usuário, a Prefeitura terá acesso à identidade dele e qual a infração cometida.

Histórico

No final de maio, o prefeito Bruno Covas havia anunciado as regras provisórias sobre o uso das patinetes elétricas. O resultado disso é que na primeira semana de fiscalização a gestão municipal apreendeu mais de mil modais, a empresa responsável ainda tenta recuperar as patinetes.

A empresa Grow, que teve um grande número de seus patinetes apreendidos, informou que cumpre todas as regras vigentes e colaborou com o Grupo de Trabalho criado pela Prefeitura para a constituição da regulamentação definitiva.

É possível que a polêmica sobre o uso das patinetes tenha aumentado o interesse da população, a empresa afirma que, atualmente, atingiu a marca de 10 milhões de corridas e expandiu seus serviços para zona norte e zona leste.

Zona Norte

A operação das patinetes elétricos na zona norte abrange uma área de 12 km². Os modais têm a disposição as ciclovias das avenidas Braz Leme e Luiz Dumont Villares. O aluguel custa R$ 3 para ativar o sistema e mais 50 centavos por minuto.

O espaço escolhido atende os bairros de Casa Verde, Limão, Santana, Carandiru, Jardim São Paulo, Parada Inglesa e Vila Guilherme. Na área, o praticante das patinetes contam com o Parque da Juventude, o shopping Center Norte, o Anhembi e cinco estações de Metrô.

 



Topo