Zona Norte

Prefeitura detalha projeto do Parque Campo de Marte

Meses depois de anunciar o novo Parque Campo de Marte, em agosto, a Prefeitura divulgou detalhes do projeto. O novo espaço de lazer vai incorporar, além de um Museu Aeroespacial, pistas de corrida, campos de futebol, ciclovia e trilhas para caminhada.

Leia mais: Temer “conclama” iniciativa privada a “gerar parcelas” do parque Campo de Marte

De acordo com a gestão municipal, a área de 400 mil m² “terá um conceito de parque temático”, em virtude do museu, que vai permitir a “expansão da área de exposição, além de maximizar os usos de entretenimento e lazer públicos”.

A área, localizada em região remanescente de vegetação da Mata Atlântica, vai passar por manejo de recuperação, visando a preservação do verde no local.

Leia mais: Campo de Marte: clubes da várzea discutem privatizações e novo parque

A estrutura do parque contará com 2,2 km de pistas de corrida e ciclovia, e 2,5 km de trilhas para caminhada, com equipamentos de ginástica. A expectativa é que sejam implantados três campos de futebol e duas áreas de futebol soceity, instalados nas clareiras da área do parque. Os campos ficarão próximos a entrada principal do parque, na Avenida Olavo Fontoura. O prédio que abrigará a administração do parque terá sanitários e espaços para educação ambiental.

“Este novo parque só se tornou possível graças à feliz conjugação de interesses entre a Prefeitura e o Governo Federal, com especial destaque ao Ministério da Defesa e à Aeronáutica. Ele possibilitará à população da cidade em geral, e à da Zona Norte em particular, o usufruto dessa grande área verde, de lazer e prática esportiva, além de um importante Museu Aeroespacial”, afirmou a secretária municipal de Urbanismo e Licenciamento, Heloísa Proença.

Serão lançados dois Procedimentos de Manifestação de Interesse (PMI), para que a Prefeitura ouça, da iniciativa privada, os projetos para a nova área. Um será destinado ao parque, que será concessionado. O outro é específico para o Museu Aeroespacial, com 67 mil m².

A área do museu, onde hoje estão os campos de futebol destinados a times de várzea da Zona Norte, será integrada à pista de decolagem do aeroporto, por meio de uma pista de taxiamento. Haverá, também, uma esplanada multiuso destinada a estacionamento, pista de skate, quadras de basquete de rua, entre outros serviços, com 27 mil m².

Uma via coletora dará acessibilidade ao complexo, e ficará aberta durante a semana e interditada aos finais de semana para lazer. Durante o desfile das escolas de samba no Anhembi, a área poderá abrigar os carros alegóricos das agremiações.

De acordo com a Prefeitura, o novo parque será o 5º maior de São Paulo, atrás de Anhanguera, Ibirapuera, do Carmo, e Vila do Rodeio. Clique AQUI e confira a apresentação do projeto na íntegra.

fonte: SECOM/Prefeitura SP



Topo