São Paulo

Prefeitura libera vale-alimentação às crianças da rede de ensino

A Prefeitura irá distribuir “cartões alimentação” para famílias em vulnerabilidade conseguirem comprar comida durante a crise do novo coronavírus (Covid-19). O vale-alimentação será enviado a 350 mil famílias matriculadas na rede municipal de ensino.

Os cartões chegarão às famílias via correio, direto no endereço cadastrado e atualizado por elas durante o período de matrícula da criança. O benefício será entregue para:

  • 273 mil crianças que estão matriculadas na rede municipal de ensino, em situação de vulnerabilidade social e cadastradas no Programa Bolsa Família; e
  • 80 mil estudantes da rede municipal que atendem os critérios do Programa

Segundo a gestão municipal, o investimento para essa ação será de R$ 24 milhões ao mês, enquanto durar a situação de pandemia. Os valores que serão entregues seguirão as seguinte critérios:

  • Creche ou CEI – R$ 101
  • EMEI – R$ 63
  • EMEF – R$ 53

Além do cartão, as famílias receberão informações sobre nutrição e indicações sobre alimentos saudáveis, os que de em ser evitados (bolachas industrializadas, embutidos, entre outros) e os itens proibidos, como bebidas alcoólicas.

Restaurantes para distribuir marmitas à população de rua

No mesmo dia também foi anunciado pela gestão municipal o Projeto Rede Cozinha Cidadã, no qual irá distribuir alimentação à população em situação de rua. A iniciativa também ajudará os comerciantes na área de alimentação a gerar renda em meio a pandemia.

Os interessados deverão enviar e-mail para cafsmdhc@prefeitura.sp.gov.br, onde poderão também obter informações e esclarecer dúvidas sobre o processo de inscrição. Acesse o edital no link (clique aqui).

Os comerciantes e restaurantes do bairro de Santana serão atendidos por este programa. De acordo com a gestão municipal, o foco é atender as regiões com maior concentração da população em situação de rua: Sé, Mooca, Lapa, Santo Amaro, Vila Mariana, Santana e Pinheiros.

Os beneficiados receberão um kit contendo marmita, água e um folheto educativo de prevenção do Coronavírus, desenvolvido pela Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania.

Foto: RitaE/Pixabay




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo