São Paulo

Prefeitura substitui organizações sociais de 104 creches nesta sexta (01)

Nesta sexta-feira (01/11) a Prefeitura substituiu organizações sociais que administravam 104 creches conveniadas por suspeita de irregularidades fiscais. Ao todo, 35 entidades foram apontadas em investigações internas. As novas organizações já prestam serviço para Secretaria de Educação.

Das mais de 100 creches que trocaram de entidades, apenas duas ficam na zona norte, localizadas no distrito de Jaçanã e Tremembé. Segundo a gestão municipal, a troca não resultará em perdas de alunos. A expectativa é que todas as creches estejam funcionando normalmente na segunda-feira (04/11).

Fiscalização

A Secretaria de Educação, em parceria com a Controladoria Geral do Município, identificou 116 creches com irregularidades na prestação de contas e fraudes previdenciárias. As organizações sociais tiveram 5 dias úteis para apresentar a defesa.

Diferença de R$ 10 milhões

Em nota, a Prefeitura destacou que a estimativa da diferença do valor declarado em prestação de contas e o efetivamente recolhido pelas organizações pode ser de quase R$ 10 milhões.

Novas critérios

A Prefeitura de São Paulo alterou os critérios para que entidades estabeleçam parcerias com o município e passem a cuidar das creches municipais. Agora as parceiras precisarão entregar:

  • Inscrição no CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente);
  • Título de Utilidade Pública Municipal; e
  • Mínimo de 24 meses de atividade.

Foto: Fábio Arantes/SECOM



Topo