Saúde

Primeiro caso de Coronavírus no Brasil é de São Paulo

Na quarta-feira (26/02) o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de contaminação do coronavírus no Brasil. A vítima é um homem de 61 anos que veio da Itália, atualmente ele está em quarentena domiciliar.

Por conta desta descoberta, o governo de São Paulo criou um centro de contingência para enfrentar a doença. A unidade contará com profissionais do Instituto Butantan, médicos especialistas das redes pública e privada, sob a supervisão do Secretário de Estado da Saúde.

Além do caso confirmado, outros 20 estão em investigação em todo o país, deste número, 11 são de São Paulo. Além disso, o Ministério da Saúde colocou 30 pessoas da família do paciente em observação.

Atualmente (27/02), os locais que tiveram a doença confirmada são: China (Hong Kong, Macau e Taiwan), Afeganistão, Alemanha, Argélia, Austrália, Áustria, Bahrein, Bélgica, Brasil, Camboja, Canadá, Coreia do Sul, Croácia, Egito, Emirados Árabes Unidos, Espanha, Estônia, EUA, Filipinas, Finlândia, França, Geórgia, Grécia, Índia, Irã, Iraque, Israel, Itália, Japão, Kuait, Líbano, Macedônia do Norte, Malásia, Nepal, Noruega, Omã, Paquistão, Reino Unido, Romênia, Rússia, Singapura, Sri Lanka, Suécia, Suíça, Tailândia e Vietnã.

América Latina

Após caso confirmado no Brasil, a América Latina também entrou em estado de alerta. No Chile, foram registrados 260 casos suspeitos da doença até o momento, sem nenhuma confirmação. O ministro da Saúde chileno, Jaime Mañalich, informou que todas as pessoas com suspeita da doença estão em suas casas, em isolamento, e não poderão sair durante 14 dias.

Já no Peru, a ministra da Saúde, Elizabeth Hinostroza, anunciou que cinco hospitais de Lima estão preparados para isolar possíveis pacientes com coronavírus. Na Colômbia houve 13 casos suspeitos descartados, e o Ministério da Saúde decidiu aumentar o nível de alerta de leve para moderado.

Prevenção

Para frear o avanço do coronavírus, não só no Brasil, mas como em outros lugares do planeta, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou alguns métodos simples para prevenir-se da doença, confira:

  • Lave suas mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel.
  • Mantenha pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes.
  • Evite coçar, esfregar ou ter qualquer tipo de contato com as mucosas. Essas áreas têm contato direto com a corrente sanguínea e são mais sensíveis à presença de agentes de contaminação
  • Tenha boas práticas de higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço curvado ou com um lenço de tecido ou papel ao tossir e espirrar. Descarte ou higienize o material usado imediatamente.
  • Não saia de casa se estiver com febre. Se os sintomas persistirem e caso haja dificuldade respiratória, busque atenção especializada imediatamente.
  • Pessoas saudáveis, sem sintomas como febre, tosse ou espirros não precisam usar máscaras

Com informações da Agência Brasil

Foto: Ashutosh Goyal /Pixabay

 




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo